Roteiro Puglia: um guia completo por uma das regiões mais bonitas da Itália

A crowded small beach in between rocks of Polignano A Mare
The beach of Polignano A Mare
Last updated:

This post is also available in: English

Roteiro Puglia: entenda qual a melhor forma de viajar – alugando um carro, transporte público ou bicicleta -, quais cidades não deixar de fora do roteiro, as praias mais bonitas e todos os detalhes para organizar sua viagem.

Vista aerea de Vieste no sul da Italia envolta pelo mar com o sol se pondo
Vieste, na região do Gargano e o pôr-do-sol

Mapa da Puglia na Itália

Vamos começar com a questão onde fica a Puglia? Puglia fica na Itália, e é o salto da bota”. Embora essa região aparenta estar na parte mais sul do país, ela está quase que na mesma linda de Roma, já que o país é torto no mapa! A Puglia começa no Gargano e desce até Santa Maria di Leuca, onde os mares Adriático e Jônico se encontram.

Mapa das regiões da Itália

A Puglia é uma das regiões mais diversas, bonitas e interessantes da Itália. Os mares Adriático e Iônico faz com que as praias sejam todas de um mar azul turquesa, fora as suas cidades charmosas.

Engana-se no entanto quem pensa que o turismo na Puglia se restringe a belas paisagem; esse é um destino cheio de história e tradição. Por conta de sua posição estratégica, a Puglia por muitos séculos foi considerada por peregrinos, viajantes e até mesmo invasores, a porta de entrada (ou saída) para a Europa. Essa convergência de povos com costumes tão diversos, foi fundamental no desenvolvimento da cultura puglesa que hoje em dia chama a atenção pela pluralidade e hospitalidade

Como viajar pela Puglia

Nossa bicicleta ao lado da barraca de acampar no topo da montanha na Puglia com o sol se pondo no horizonte
Vendo o nascer do sol costa leste da Puglia, perto de Otranto

Viajar pela Puglia de carro

Diferentemente do norte da Itália que conta com uma boa rede de transporte público, o sul é mais deficiente nesse quesito. Quase não existem trens na Puglia e os ônibus não alcançam todos os lugares.

A nossa sugestão então é alugar um carro (faça um orçamento aqui) para viajar mais confortavelmente e conseguir alcançar os vialejos e praias mais remotos.

Viajar pela Puglia de bicicleta

Outra opção pouco explorada pela maioria das pessoas, mas extremamente gostosa, é se aventurar pela Puglia de bike – ou moto. Nós passamos um mês pedalando pela região e recomendamos muito, já que alguns trechos são planos e a paisagem muito bonita.

A viagem de bike é extremamente imersiva e permite absorver o seu entorno como nenhum outro meio de transporte.

Tiago chegando de bicicleta na entrada da praia da Puglia entre duas arvores
Chegando de bicicleta na costa oeste do Salente, perto de Porto Badisco

Aeroportos na Pulgia

Se você está planejando viajar para Puglia de avião, é bom saber onde fica o aeroporto de Puglia que você vai chegar para planejar sua viagem. Puglia tem três aeroportos principais que operam em voos comerciais. O aeroporto mais importante da Puglia fica em Bari – também internacional. Além disso, há o aeroporto de Salento, em Brindisi, também internacional. Você pode encontrar alguns vôos nacionais comerciais apenas chegando e partindo de Foggia também.

Roteiro Puglia – quais cidades visitar

Uma praia pequena e bastante cheia entre duas rochas com casas em cima e uma mar azul
A praia de Polignano A Mare

Iniciaremos o roteiro por Bari, a capital da Puglia, já que a cidade possui aeroporto internacional e costuma ser o ponto de partida da maioria dos viajantes.

Bari – a capital da Puglia

Tempo em Bari: Um a dois dias

uma rua de bari com a igreja matriz ao fundo com um sinal da comune mostrando que carro não passa
Uma das ruas que levam a matriz de Bari

Bari tem um dos centros históricos mais antigos da região. Um lugar todo murado, com ruas estreitas que lembram os países do Oriente Médio.

Apesar da cidade velha estar bastante abandonada, não perca a oportunidade de passar pelo menos algumas horas zanzando por ali para sentir o clima boêmio e observar as senhorinhas simpáticas que ficam na rua preparando pasta ou jogando conversa fora. Ah, e não deixe de conhecer a magnífica Catedral de Bari.

Veja aqui algumas opções de passeios para fazer na Puglia com o nosso parceiro Get Your Guide:

Bari é facilmente explorada em algumas horas. A não ser que você tenha alguma conexão especial com a cidade, aconselhamos passar pouco tempo para aproveitar melhor as outras maravilhas da Puglia.

Encontre sua acomodação em Bari aqui.

Castel del Monte em Andria

Tempo em Castel del Monte: Meio período

O Castelo del Monte e suas torres octogonais
O misterioso Castelo Del Monte

Andria é uma cidade bem gracinha com parques, igrejas, praças e palácio. Ela fica no caminho para o Castel del Monte, a misteriosa fortificação construída por Frederick II e inclusa na lista de Patrimônios Mundiais da Unesco.

A arquitetura do castelo visa a perfeita simetria: são oito lados, com oito torres e em seu centro, os visitantes encontram um enorme pátio por onde se enxerga o céu através da moldura octagonal.

A vista do jardim do centro do castelo olhando para cima com o formate de octogono para o céu
A vista do jardim do centro do Castel Del Monte

Outro fato sinistro sobre esse castelo é que ele não tem cozinha, fosso ou ponte, o que nos faz pensar sobre a utilidade desse castelo. Certamente não era para uma vida de conforto nem para fins militares.

De qualquer maneira, o Castel del Monte reina soberano no topo de um monte próximo à Andria, com vistas para o mar da Puglia.

Grotte di Castellana

Tempo em Grotte di Castellana: Meio período

Um conjunto de grutas e cavernas espetaculares com formações datadas de mais de 90 milhões de anos. Existem dois tipos de passeios guiados:

  • O completo percorre 3km, durante 2h e passa pela famosa Grotta Bianca (18 euros).
  • A versão mais curta leva 50 minutos e percorre 1 km da caverna (15 euros).

Polignano A Mare

Tempo em Polignano A Mare: Um ou dois dias

Tiago e Fernanda posando ao lado da estátua de Domenico Modugno junto com nossas bicicletas
Fernanda, Domenico Modugno e Tiago

A famosa cidade eternizada na canção de Domenico Modugno “Volare”, é uma das principais atrações da Puglia. Mesmo que você não seja muito fã de lugares super turísticos – como nós, não tem como não se apaixonar pelo charme da cidade.

Com casinhas brancas, vielas de paralelepípedo, precipícios que se encontram com o mar azul, restaurantes deliciosos e um povo acolhedor, Polignano é um desses lugares que te fazem perder a noção do tempo.

Não deixe de dar um mergulho na praia, provar um dos gelatos artesanais e visitar a estátua de Domenico.

Procure o seu hotel em Polignano a Mare aqui!

Alberobello – a cidade dos Trulli

Tempo em Alberolbello: Um dia

Uma rua sem saída de Alberobello com suas casas típicas e flores na porta
As ruas de Alberobello

A famosa cidade dos trulli, assim como Polignano a Mare, caiu tanto nas graças dos turistas que perdeu um pouco da autenticidade. Hoje em dia, poucas pessoas ainda moram nos trulli, que foram quase todos convertidos em lojas, restaurantes e hotéis. Ainda assim, uma visita a Albero Belo não é apenas mandatória, como encantadora.

Leia a história completa dos trulli de Alberobello nesse post aqui!

Talvez você tenha interesse em passar a noite em um dos Trulli transformado em hotel. Se não, tem todas as opções de acomodação em Alberobello aqui.

Cisternino – o ponto para comer

Tempo em Cisternino: Meio período

A entrada do restaurante Al Vecchio Fornello na Puglia
A entrada do restaurante Al Vecchio Fornello

Uma cidade linda bem típica as outras da região do Valle d’Itria. A parada aqui no entanto não é para turistar, você tem um claro objetivo em Cisternino: almoçar no restaurante Al Vecchio Fornello (Instagram deles) e provar as famosas bombetas. Parada obrigatória!

Ostuni – a Città Bianca

Tempo em Ostuni: Um ou dois dias

Vista da cidade de Ostuni e suas casas brancas no topo da montanha
A Città Bianca da Itália

Ostuni é conhecida como a Citta Bianca d’Italia (Cidade Branca da Itália) e é mais uma cidade com centrinho histórico de vielas estreitas charmosas. O gostoso em Ostuni é aproveitar o clima tranquilo e divagar pelas ruas, se apaixonando por cada detalhe.

A nossa maior surpresa no entanto foi vivenciar Ostuni no final da tarde. Ao cair da luz a Citta Bianca se transforma em um palco da boemia, com restaurantes a luz de velas, bares com puffs espalhados pelas escadarias, shows ao vivo, entre outras surpresas.

DICA PRO: Ostuni não é reconhecida pelos locais pela excelência gastronômica, então evite os restaurantes caros e turísticos dali e vá jantar na cidade vizinha de Ceglie Messapica (12km), o pólo gastronômico da região. Recomendamos muito o restaurante l’Antico Arco Osteria, que amigos locais nos apresentaram. Comida e hospitalidade local excelentes!

Clique aqui para procurar seu hotel na Citta Bianca.

A mama italiana preparando pasta fresca na sala do restaurante
Mama do L’Antico Arco Osteria preparando as pastas frescas – todo dia!

Lecce – a capital do barroco

Tempo em Lecce: Um ou dois dias

Lecce é conhecida como a capital do barroco italiana e a cidade conta com um centro histórico muito bonito, repleto de igrejas, casarões, anfiteatro romano, entre outros pontos de interesse.

Vista aérea de Lecce com a igreja matriz e suas construções barrocas
A matriz de Lecce e o centro histórico

Em Lecce, nos hospedamos em um B&B na Puglia delicioso, o Le Giravolta. Por ter apenas três quartos, é recomendável fazer a reserva com certa antecedência.

Confira aqui outras opções de acomodação em Lecce.

Otranto – o melhor de Salento

Tempo em Otranto: Um ou dois dias

Vista aérea de Otranto com o castelo e o mar
Vista de Otranto lá do alto

Essa foi uma das nossas cidades favotiras do roteiro pela Puglia! Otranto não é apenas linda, ela é muito, MUITO histórica e está cheia de coisas bacanas para visitar.

Tem o castelo com exposições fotográficas lindas, uma igreja com o maior mosaico medieval intacto do “mundo ocidental”, um santuário com os restos mortais de mais de 800 homens mortos durante a invasão turca do séc XV.

A igreja de ossos de Otranto
Os restos mortais de mais de 800 homens durante a invasão turca

Há também um lago de bauxita que parece pintura, sem contar nas vielas charmosas, no mar de cor esmeralda, na gastronomia deliciosa e claro, na simpatia das pessoas.

Veja onde se hospedar em Otranto aqui.

O lago verde emeralda de Bauxita contornado pela terra vermelha
O lago verde emeralda de Bauxita contornado pela terra vermelha

Grotta della Poesia

Tempo em Lecce: meio período

A rocha sobre o mar se rompeu, formando uma piscina natural maravilhosa. A Grotta della Poesia é de uma beleza excepcional e não pode ficar de fora do seu roteiro pela Puglia. Da uma olhada nesse vídeo aério que fizemos de lá!

Ps – Esse é o típico lugar isolado que você dificilmente conseguiria visitar com transporte público.

Vista aérea do buraco formado no meio do solo na costa da Puglia
A Grotta della Poesia é aquele buraco no meio das pedras!

Gallipoli

Tempo em Gallipoli: Um ou dois dias

Gallipoli é uma das cidades mais famosas da Puglia, principlamente entre os jovens. Por isso, se você não é muito de festa, evite passar a noite aqui. Porém, se for, recomendamos dar uma olhada no nosso artigo sobre a lendária festa da Lua Cheia na Tailândia!

Fernanda na frente da praia de Gallipoli
A praia de Gallipoli

Ainda assim, a cidade vale a visita e além do centro histórico e da praia, você não pode deixar de conhecer a história dos Frantoio Ipogeo. Eram nesses galpões subterrâneos que trabalhadores locais viviam em condições desumanas, expremendo azeitonas para produzir óleo durante os séculos XVI e XIX. O óleo de Gallipoli era exportado para toda a Europa, lhe rendendo fama internacional e muita riqueza.

Dentro de um Frantoio Ipogeo em Gallipoli com as máquinas para fazer óleo
Dentro de um Frantoio Ipogeo em Gallipoli

Dica de acomodação: A 7km de Gallipoli fica a Tenuta la Baronessa, uma masseria super tradicional que pode servir como base para você explorar essa região do Salento. Leia mais sobre o Tenuta aqui.

Ou então, veja outras opções para se hospedar em Gallipoli.

Salento – praias da costa oeste

Tempo em Salento: de um a quatro dias

Vista aérea de Torre Chianca, uma península envolta de água cristalina
Torre Chianca, perto de Porto Badisco. Outro lugar que não dá pra perder na Puglia

As praias da costa oeste talvez sejam as mais bonitas da Puglia. Elas são as mais selvagens também, então se estiver viajando com crianças, talvez seja bom checar se o local tem infraestrutura para receber os pequenos.

Santa Maria Al Bagno, Porto Selvaggio, Porto Cesario, Torre Colimena, Torre Chianca, Punta Prosciutto são apenas algumas das praias que você não pode deixar de conhecer.

Nós recomendamos se hospedar em Porto Cesareo. Veja aqui algumas opções.

Taranto

Tempo em Taranto: Um a dois dias

Tiago e Fernanda na frente do castelo de Taranto com nossas bicicletas
Chegando no nosso destino final depois de viajar toda a costa da Puglia

Taranto é mais uma viagem antropológica do que turística. A cidade sofreu gravemente com a construção de uma fábrica que a deixou praticamente inabitável. Taranto é feia, suja e tem um centro histórico que muitos dizem ser perigoso. Mas a cidade não deixa de ser histórica e interessante.

Se você estiver com tempo sobrando, vale a pena passar ali mesmo que seja para entender a questão do abandono dos centros históricos pugleses durante o boom econômico do pós-Segunda Guerra Mundial.

Encontre uma acomodação em Taranto nesse link.

Extras para o seu roteiro na Puglia

Uma oliveira contorcida perto de um rolo de feno em campo aberto
As oliveiras da Puglia datam até 2000 anos!
  • Assistir a uma apresentação de Pizzica, a música/dança tradicional do Salento que deriva de um ritual de exorcismo que costumava ser praticado principalmente com as mulheres tempos atrás.
  • Matera: a Capital Cultural da Europa 2020 não fica na Puglia, mas na vizinha Basilicata. O cenário do filme A Paixão de Cristo, é diferente de tudo o que você já viu e não pode de maneira alguma ficar de fora do seu roteiro pela Puglia.
  • Caso tenha um tempo de sobra, não deixe de ir para o Gargano, no norte da Puglia.
ATENÇÃO: EVITE VIAJAR PARA ESSA REGIÃO DA ITÁLIA – POR TODO O PAÍS NA VERDADE – DURANTE AGOSTO. TODOS OS ITALIANOS TIRAM FÉRIAS NESSE PERIODO CONHECIDO COMO FERRAGOSTO E TUDO FICA INSUPORTAVELMENTE CHEIO.

Roteiro na Puglia – quantos dias

Vista aérea de Punta Prosciutto, uma penínusula rodeada de uma água cristalina
Punta Prosciutto, um dos lugares mais lindos do Salento, Puglia

Vale ressaltar que este é um guia de viagem bastante flexível. A ideia é fornecer informações suficientes para que você possa tomar uma decisão sobre a ordem das cidades e adequar seu itinerário de Puglia ao seu gosto e necessidades. Se você tiver algum comentário, conselho ou dúvida, deixe-o na seção de comentários abaixo ou entre em contato conosco diretamente.

Roteiro Puglia de 3 dias

Se, para o infeliz evento de ter apenas três dias para viajar na Puglia, recomendamos que você:

  • Foco em Polignano A Mare e Alberobelo
  • Concentre-se em Gallipoli e fique em uma masseria

Roteiro Puglia de 7 dias

Uma semana na Puglia é perfeita. Você poderá visitar alguns lugares e desfrutar tanto da costa adriática quanto da costa jônica.

  • Dia 01 – Bari
  • Dia 02 – Polignano a Mare
  • Dia 03 – Alberobelo (dormir em Ostuni)
  • Dia 04 – Ostuni
  • Dia 05 – Lecce
  • Dia 06 – Otranto
  • Dia 07 – Retorno a Bari de carro – 2h10min

Roteiro Puglia de 14 dias

Isso é o que sugerimos se você quiser aproveitar ao máximo a Puglia.

  • Dia 01 – Bari
  • Dia 02 – Castel del Monte (Bari)
  • Dia 03 – Polignano A Mare
  • Dia 04 – Polignano A Mare
  • Dia 05 – Grotta Castellana e Alberobelo (dormir em Ostuni)
  • Dia 06 – Ostuni
  • Dia 07 – Ostuni
  • Dia 08 – Lecce / Otranto
  • Dia 09 – Lecce / Otranto
  • Dia 10 – Lecce / Otranto
  • Dia 11 – Galípoli
  • Dia 12 – Galípoli
  • Dia 13 – Porto Cesário
  • Dia 14 – Porto Cesário (retorno a Bari de carro – 2h)

Onde se hospedar na Puglia

Fernanda na praça de Bari com sua bicicleta
Chegando em Bari de bici

Uma ótima opção de viajar pela Puglia, considerando as pequenas distâncias entre um lugar e outro, é escolher como base duas ou três cidades e, a partir delas, explorar o resto da península, ao invés de ficar passando uma noite em cada localidade. Você pode usar por exemplo:

  • Bari ou Polignano A Mare para explorar o nordeste;
  • Ostuni para visitar o Vale D’Itria
  • Lecce para o sudeste e sudoeste;
  • Uma masseria no interior do Salento para melhor conhecer as belezas das praias do oeste da Puglia
  • Vieste para a região do Gargano

*Artigo escrito originalmente em dezembro de 2018 e atualizado em julho de 2022*