Este post também está disponível em: enEnglish

O Lago de Bled é indiscutivelmente a paisagem mais famosa da Eslovênia. O enorme lago de tom esverdeado com uma ilhazinha charmosa em seu centro, cercado pelos Alpes e por um castelo medieval construído no topo de um precipício de 100 metros de altura permeia a imaginação de quase todos os viajantes.

Visão aére da charmosa ilha do Lago de Bled

A charmosa ilha do Lago de Bled

Nós estivemos por lá durante uma viagem de bicicleta que fizemos da Itália à Eslovênia, e ficamos completamente encantados com a beleza do lugar. Sobre duas rodas, tivemos a oportunidade de explorar bem a região e constatar que Bled tem outras belezas imperdíveis, que vão muito além do lago. Veja aqui então uma lista completa de tudo o que tem para ver, fazer – e provar – nesse paraíso esloveno.

A nossa viagem de bicicleta pelo norte da Itália e por toda a Eslovênia virou uma série de vídeos no Youtube! Vem conferir e não esqueça de se inscrever no canal pra receber as atualizações quando tiver vídeo novo. No nosso Facebook e Instagram também tem um monte de fotos e vídeos da nossa primeira experiência com o cicloturismo 😉  Abs, Fê e Ti. 

*É só ativar a legenda em português! 😉

O que fazer no Lago de Bled:

  • Dar uma volta completa no Lago de Bled:

O Lago de Bled tem mais ou menos 6 km de extensão e dar a volta completa não leva mais do que 2 horas (sem contar nas intermináveis paradas para contemplar a paisagem, claro 😀 ). Você pode contornar a pé ou de bicicleta (disponíveis para alugar em vários lugares). O terreno é um pouco acidentado e apesar de nós termos pedalado, acho que o caminho a pé deve ser mais agradável.

  • Nadar ou praticar esportes:

A água do Lago de Bled é muito limpa e o lugar é ideal para se refrescar durante as altas temperaturas do verão. Para quem quiser explorar melhor a imensidão do lago, uma opção é alugar um barco, kayak ou stand up em algum dos diversos estabelecimentos da região.

O Castelo do Lado de Bled

O Castelo do Lago de Bled

Falando em limpeza das águas, você sabia que a Eslovênia foi o primeiro país da Europa a colocar na Constituição o acesso à água potável como um direito fundamental dos seus cidadãos? O primeiro ministro do país, Milo Cerar, chegou a chamar a água de “ouro líquido” do século 21 e falou que a medida visava proteger esse bem nacional perante o crescente lobby de corporações internacionais para privatizar as reservas e fontes de água pelo mundo. Demais, né?! Realmente, quem viaja pela Eslovênia, se impressiona com a limpeza e qualidade da água dos rios, lagos e cachoeiras ❤️ 
  • Visitar a Ilha de Bled: 

A Ilha de Bled não é apenas a mais charmosa da Eslovênia, ela é também a única de todo o país. Rs. Para chegar até lá é preciso pegar um pletna (tipo uma gôndola) que custa 14 euros por pessoa (ida e volta). A entrada para a ilha é gratuita, mas você tem que pagar se quiser conhecer a igreja Assunção de Maria (Adultos: 6 euros; Estudantes: 4 euros).

A ilhazinha também é destino de muitos eslovenos que sonham em se casar ali e é comum avistar jovens no dia de sua cerimônia. Diz a tradição que o noivo deve carregar a noiva nos braços pelos 99 degraus que levam até a entrada da igreja como sinal de boa sorte. Outra superstição é tocar o sino da igreja para ter o seu pedido realizado.

A famosa Ilha do Lago de Bled

Ps – nós optamos por não conhecer a Ilha de Bled, porque o que mais nos chamou atenção é a visa que se tem do lago com a ilha no centro e por isso não vimos sentido em observar a paisagem a partir da ilha. Rs. De qualquer forma, conhecemos pessoas que fizeram o passeio e adoraram, então fica a critério de cada um. Depois conta pra gente o que achou 😉  

  • Subir até o Castelo de Bled:

Esse castelo medieval datado do séc. 11 foi quase inteiramente reformado no séc 16. Como ele fica no alto de um penhasco na beira do lago, a vista que se tem lé de cima é espetacular.

Para conhecer o castelo, é preciso pagar 10 euros (estudantes: 7 euros; crianças até 14 anos: 5 euros).  Ouvimos de diversas pessoas que não valia a pena entrar e então apenas curtimos a paisagem do lado de fora (essa sim imperdível). Uma indicação legal do Lonely Planet é reservar uma mesa no Castle Restaurant, pois além da comida ser boa e a vista linda, você ainda não paga a entrada para o castelo.

A vista ao lado do castelo do Lago de Bled

Nós no viewpoint ao lado do castelo

  • Experimentar a famosa torta de Bled (the Bled Cream Cake ou “kremšnita”):

Essa é uma receita antiga (mais de 60 anos), famosa e deliciosa que você deveria experimentar. Você encontra a torta em qualquer estabelecimento de Bled, mas também em outras cidades da Eslovênia (provavelmente por um preço mais acessível).

  • Conhecer o desfiladeiro de Vintgar Gorge:

A apenas 4 km do Lago de Bled fica um desfiladeiro maravilhoso que você não pode deixar de conhecer. Durante o caminho de 1,6 km sobre uma passarela de madeira que corta o rio diversas vezes, você passa por piscinas naturais até chegar na cachoeira Sum. A entrada custa 5 Euros e, do Lago de Bled até lá, basta caminhar ou pegar um táxi.

Vintgar Gorge uma das atrações imperdíveis perto do Lago de Bled

O desfiladeiro de Vintgar

  • Conhecer o Lago Bohinj:

O Lago Bohinj fica  a 30 km de Bled e, apesar de ser menos famoso, é igualmente – se não mais – encantador. Bohinj atrai muitos eslovenos que aproveitam a paisagem idílica para praticar esportes ou apenas relaxar durante os finais de semana. Nós fizemos o percurso de Bled a Bohinj de bicicleta e o cenário é impressionante.

Sinceramente, Bohinj é uma das coisas mais lindas que já vimos. Além do mais, é lá que está localizada uma das cachoeiras mais famosas do país, a Savica, que inclusive inspirou o Hino Nacional esloveno.

Nós nos hospedamos no Hostel Pod Voglom, um hostel aconchegante com opções de quartos privativos bem em frente a um canto super tranquilo do lago. Recomendamos bastante a estadia e eles inclusive alugam equipamentos para kayak, paragliding e outros esportes.

Lago Bohinj um lugar lindo e próximo ao Lago de Bled

O maravilhoso efeito espelho do Lago Bohinj

Como chegar no Lago de Bled

Já falamos em outros textos que a melhor maneira de explorar a Eslovênia é de carro. O país é pequeno, possui muitas belezas naturais espalhadas e o carro te dá a flexibilidade de explorar até os pontos mais isolados. Outra ótima opção é percorrer tudo de bike, como nós fizemos!

No entanto, para aqueles que dependem do transporte público, o Lago de Bled é facilmente acessível de ônibus ou trem:

  • Ônibus: os ônibus saem da capital Liubliana a cada hora e deixam os passageiros no centro de Bled, bem ao lado do lago. A viagem dura 1h15 e custa mais ou menos 6 Euros. Mais infos aqui.
  • Trem: o trem sai de Liubliana e te deixa na estação “Lesce-Bled” (a 4km de Bled). De lá, você pode caminhar, pegar um ônibus ou táxi até lago.

Onde dormir e comer no Lago de Bled:

A cidade é muito bem desenvolvida e são várias as opções de restaurantes e acomodações (hotéis, hostels, campings, B&Bs, pousadas e etc). Uma boa dica para quem quiser economizar é o restaurante em frente à estação de ônibus, uma kebaberia com menu diverso, bom e barato 😉

Só não esqueça por favor de reservar o seu hotel através do Banner do Booking  .com no nosso site. Como somos afiliados, ganhamos uma pequena comissão a cada reserva – e você não paga nada a mais por isso. Já adiantamos aqui o nosso muitíssimo obrigado!

Booking.com