Este post também está disponível em: enEnglish

Veja aqui uma lista completa das cidades da Toscana mais charmosas e imperdíveis, além de dicas e informações valiosas para organizar a sua viagem por uma das regiões mais bonitas da Itália.

Por que uma viagem pela Toscana?

many trees on the horizon

Uma viagem pela Toscana é o sonho de consumo de muita gente. Suas colinas repletas de ciprestes, campos de girassóis e vinícolas que se perdem no horizonte foram eternizadas em filmes como “Sob o Sol da Toscana” e fazem parte do imaginário de pessoas nos quatro cantos do mundo.

Essa é uma região com infinitas possibilidades e sabemos o quão complicado pode ser estruturar um roteiro sem correr o risco de deixar nenhum ponto importante de fora. Por isso, organizamos aqui neste texto dicas e informações importantes, além de uma lista das principais cidades da Toscana que você precisa conhecer – das mais famosas àquelas escondidas que são verdadeiros achados.

Nesse Guia de Viagem pela Toscana você irá encontrar:

Qual é a melhor época para visitar a Toscana?

green landscape of tuscany

Estamos falando de uma região extremamente popular em um país já muito turístico. Dito isso, você deveria evitar a alta temporada, que são os meses de férias de verão no hemisfério norte (julho e agosto). Além do mais, esse é o período mais quente e acredite, a Itália é insuportavelmente abafada no verão.

Os meses de inverno, que vão de novembro a março, também não são uma boa pedida por conta do frio, principalmente nas regiões de montanha.

Melhores cidades da Toscana

Toscana na primavera

Os melhores meses para viajar à Toscana então são durante a primavera e o outono (abril, maio, junho, setembro e outubro). As temperaturas são amenas, os dias longos, os preços mais em conta, tem menos turistas e é quando a paisagem fica mais bonita.

Qual é a melhor forma de viajar pelas cidades da Toscana?

Alugando um carro na Toscana

A melhor forma de conhecer a Toscana é de carro, pois ele te dá flexibilidade de visitar até os vilarejos mais isolados. Você pode por exemplo começar a sua viagem em Roma ou Milão, onde normalmente chegam os voos internacionais, e alugar um carro para dirigir até o seu destino.

Faça a sua cotação de aluguel de carro com a RentalCars, uma ferramenta de busca que utilizamos para encontrar as melhores ofertas.

Utilizando o transporte público na Toscana

public transport in Italy

A Toscana é bem servida de trens e ônibus e se a sua ideia é conhecer apenas as principais cidades da região, dificilmente terá problemas se locomovendo com o transporte público. No entanto, se quiser conhecer lugares menos turísticos, como o vilarejo de Monteriggione ou as termas naturais de Bagni San Fillipo, é melhor optar pelo aluguel de carro.

Para pesquisar horário e preço dos trens, visite o site da trenitalia.com, já para informações sobre passagens de ônibus, visite os sites da Italy by bus; Tuttti gli autobus or Flixbus.

Viagem de bicicleta pela Toscana

Em Parma, primeira parada do nosso cicloturismo na Europa

Em Parma, primeira parada do nosso cicloturismo na Europa

Nós não fazíamos ideia do quanto os italianos são adeptos às bikes até nos mudarmos para a Itália e começarmos nós mesmos a viajar de bicicleta. Se você optar por esse meio de transporte menos convencional, saiba que encontrará muitos outros ciclistas na estrada, além de motoristas que no geral são bastante respeitosos.

A Toscana conta com uma ciclovia inacabada, a Eurovelo 5 (veja todas as rotas de bicicleta aqui!), que coincide com a rota de peregrinação da Via Francigena. Uma viagem de bike pela Toscana é uma ótima pedida pois a bicicleta te dá liberdade para conhecer até os cantos mais remotos; no entanto, vale ressaltar que pedalar pelas intermináveis colinas toscanas exige um certo preparo físico.

Atravessamos a Itália de bike, de norte a sul. Veja a nossa web série aqui abaixo!

Caminhando pela Toscana

Via Francigena sign in tuscany

Viajar a pé pela Toscana também é possível através da Via Francigena. Durante a nossa viagem de bike pela região, conhecemos diversos peregrinos que elogiaram muito a estrutura da via. Existe inclusive um passaporte da Via Francigena que custa €5 e dá direito a descontos em hospedagens e restaurantes, mas explicaremos mais sobre isso em um próximo texto. Por enquanto, dá pra ver o episódio no qual falamos do passaporte pelegrino.

Pule para o minuto 1.55 para escutar (em inglês) sobre o passaporte pelegrino

Quantos dias você precisa para viajar pela Toscana?

Difícil falar, mas o ditado “quanto mais melhor” se aplica bem aqui. Rs. Essa região italiana conta com diversos lugares maravilhosos para serem visitados e não estamos falando apenas daqueles mais famosos, pois a verdade é que a Toscana tem muitos vilarejos desconhecidos que também merecem atenção.

Você provavelmente poderia viajar por um mês pela Toscana sem se cansar, mas como sabemos que nem todo mundo tem tanto tempo disponível, nossa sugestão é para reservar pelo menos de uma semana a 10 dias. Com esse tempo você consegue visitar tranquilamente as cidades da Toscana que mencionaremos aqui.

Quais as principais cidades da Toscana que você não pode deixar de conhecer

Florença (Firenze)

overview of Florence

A capital e maior cidade da Toscana já foi a sede de uma das famílias mais poderosas do mundo, os Medici. Foi aqui também que moraram alguns dos principais pensadores, artistas e filósofos da humanidade, como Dante Alighieri, Michelangelo, Leonardo da Vinci, entre outros.

Florença é o berço do Renascimento italiano e provavelmente uma das cidades mais lindas do mundo e, sinceramente, são tantos monumentos, palácios, ruas e museus a serem visitados que uma semana não seria suficiente. Para aqueles com tempo mais restrito, reserve pelo menos dois dias para a visita.

Uma ótima dica para conhecer os principais pontos de Florença em pouco tempo é participar do Free Walking Tour.

people cycling and shadows during the Critical mass

Nossa última visita a Florença coincidiu com o Critical Mass, o maior encontro de ciclistas da Europa que acontecia pela primeira vez na cidade. Passamos cinco horas pedalando pelo centro e subúrbio, com um grupo de mais de mil ciclistas de todos os cantos do mundo. Veja mais sobre essa experiência maravilhosa nesse vídeo abaixo.



Booking.com

Pisa

Holding the leaning tower of pisa

Danillo, nosso querido amigo, tentando fazer a coisa certa

Pisa é mais famosa por conta de sua torre reclinada, mas existem outros pontos de interesse a serem visitados. Não deixe de passear pela Piazza dei Miracoli (Praça dos Milagres em português), onde estão a Torre di Pisa, o Duomo, o Batistério e o Camposanto.

Com um centro histórico pequeno, não é necessário passar a noite em Pisa para ver suas principais atrações. Reserve então apenas algumas horas e aproveite o resto do seu tempo para conhecer outras cidades vizinhas.

Curiosidades

  • A Torre de Pisa é (era) somente a torre do sino da catedral de Pisa
  • Toda a Praça dos Milagres é um Patrimônio Histórico da UNESCO
  • Foi aqui que acredita-se que Galileo provou o contrário do que dizia a Teoria da Gravidade de Aristóteles, pela “Lei da Queda Livre

Lucca

aerial shot of Lucca

Panorama de Lucca

Lucca é uma das cidades que mais gostamos de conhecer na Toscana. Além de preservar palácios, torres icônicas, ruas históricas e catedrais lindas, ela também tem um muro medieval convertido em parque urbano, onde é possível dar uma volta completa a pé ou de bicicleta.

Vale a pena passar um dia inteiro em Lucca, para conhecer melhor cada cantinho e se apaixonar pela atmosfera boêmia da cidade. Leia o nosso roteiro completo do que fazer em Lucca em um dia para informações mais detalhadas.



Booking.com

Volterra

Essa é a cidade com o maior número de ruínas etruscas na região. Para quem não sabe, os etruscos foram alguns dos primeiros povos a habitar a Toscana e outras áreas do norte da Itália, como Lácio, Úmbria e Emília-Romanha.

Os etruscos dominavam a região muito antes dos romanos chegarem e seu legado cultural ainda pode ser observado em muitas das cidades da Toscana.

Para aqueles que querem entender melhor essa história, uma visita a Volterra é indispensável. Não deixe de visitar o centro medieval e o anfiteatro romano – facilmente percorridos em algumas horas.

San Gimignano

overview of san gimignano

San Gimignano, na Província de Siena, é um das cidades medievais mais bonitas e visitadas da Toscana. Localizada no topo de uma colina, toda cercada por um muro, ela ainda preserva uma dezena das cerca de 70 torres medievas que um dia existiram ali.

A cidade fica na rota da Via Francigena e há centenas de anos atrai peregrinos em seu caminho para Roma.

San Gimignano também é reconhecida pela gastronomia, incluindo a produção de safrão, que no passado foi uma das principais economias e era inclusive utilizada para pagar o exército. Não deixe de provar o vinho produzido no local, o Vernaccia; além de claro, um dos sorvetes mais famosos do mundo na Gelateria Dondoli – nós não quisemos encarar a fila do sorvete, então se você provar, conta para a gente o que achou!

Volte no vídeo de San Gemignano aqui no texto

Dica: Apesar da cidade ser pequena e facilmente visitada durante uma tarde, se quiser evitar as multidões, o interessante é passar a noite para aproveitar o final da tarde, quando os grupos de turistas vão embora.

Já pensou em fazer uma aula de culinária na Toscana? Porquê não?

GET YOUR GUIDE

Colle di Val d´Elsa

aerial view of Colle di Val d'Elsa

Colle di Val d´Elsa é outra cidade medieval pitoresca, situada no topo de um morro, que você não pode deixar de conhecer. O vídeo abaixo pode explicar melhor do que qualquer descrição.

Pule para o minuto 2.12 para ver Colle.

Monteriggione

aerial view of monteriggioni

Monteriggioni é uma das cidades medievais muradas que mais impressionam durante um passeio pelo interior da Toscana.

Ela foi construída no séc. XIII por Siena para se defender dos eternos rivais de Florença. Monteriggione estava em um ponto estratégico e era tão importante que foi inclusive mencionada na “Divina Comédia” de Dante Alighieri.

Depois de anos de guerras e disputas no entanto, em 1554 a cidade acaba dominada por Florença e passa para o controle dos Medici.

Dica: Colle di Val d´Elsa e Monteriggione estão a 10 km uma da outra e são tão pequenas que você pode visitá-las em menos de duas horas.

Pule para o minuto 8.54 do vídeo abaixo para ver Monteriggioni.

Preocupado com internet no exterior? Conheça esse aparelho fantástico que pode salvar a sua viagem!

Siena

siena landscape

Siena é simplesmente maravilhosa e sua grandiosidade é facilmente comparável a de Florença. Reserve pelo menos dois dias para explorá-la bem.

Além da beleza, uma coisa que nos chamou a atenção em Siena foi a simpatia e hospitalidade das pessoas. Vivemos um episódio bizarro/cômico/maravilhoso em que toda uma rua se mobilizou para tentar recuperar a tampa da lente da nossa máquina que tinha caído dentro do bueiro.

E quando digo toda a rua, não estou exagerando.

Dois jovens corriam de porta em porta alistando as pessoas para ajudarem na missão; o dono do bar dava um jeito de colar uma silver tape (que o vizinho da loja de ferramentas tinha emprestado) ao cabo da vassoura; toda a operação era comandada por uma senhora que habilmente fumava um cigarro, acalmava seu cachorro e mantinha tudo sob controle.

Os dois jovens então, com a nossa ajuda, conseguiram pescar a tampa da câmera com o cabo de vassoura. Vittoria!, gritamos, para a comoção geral da rua.

Pule para o minuto 1.57 para ver esse episódio bizarro/cômico/maravilhoso!

Uma cena impagável e que serviu para nos deixar ainda mais apaixonados por Siena.



Booking.com

Montepulciano e Montalcino

A mais ou menos 30 km de distância uma da outra, essas duas comunes italianas são paradas obrigatórias para quem gosta de um bom vinho.

Além de já valerem a pena simplesmente pelo charme e beleza, não deixe de parar nas fazendas do caminho e degustar alguns dos vinhos mais apreciados da Itália, o Vino Nobile di Montepulciano e o Brunello di Montalcino.

GET YOUR GUIDE

Bagni San Fillipo e Terme di Saturnia

aerial view of Bagni san filippo

Fernanda se banhando em Bagni San Filippo

Nem todo mundo sabe, mas a Toscana conta com diversas termas naturais maravilhosas – algumas delas gratuitas.

A mais famosa talvez seja a Terme di Saturnia, que apesar de não termos visitado, nos foi muito bem recomendada. Para quem estiver procurando uma opção menos popular e um pouco mais selvagem, estivemos em Bagni San Fillipo e adoramos.

Chianti Classico

empty road in the open green space of tuscany

Chiante Classico não é uma cidade ou província italiana, mas sim uma área entre Florença e Siena reconhecida mundialmente pela excelente enogastronomia e paisagens dignas de cartão-postal.

Não deixe de visitar as principais cidades, como Greve, Panzano, Radda e Castellana, além de outros lugares menores e pitorescos, como Volpaia, Badia a Passignano.

A regra por aqui é clara: fazer quantas degustações você aguentar.

Extra: Arezzo e Grosseto

Essas são duas cidades que não tivemos a oportunidade de conhecer, mas que ouvimos falar muito bem.

Fica aqui então a nossa última dica das cidades da Toscana que você não pode deixar de conhecer: Arezzo e Grosseto.

Encontre os melhores hotéis na Toscana

Tiago and Fernanda eating by the pool

Nesse mapa interativo, você irá encontrar os lugares e os melhores hotéis da Toscana para você. Dê zoom in e zoom out pra encontrar o lugar desejado!



Booking.com

Espero que esse guia te ajude a organizar sua viagem pela Toscana. Qualquer dúvida, é só falar com a gente.

Boa viagem e não esqueça de voltar aqui depois para contar o que achou!