Este post também está disponível em: enEnglish

Quer saber o que fazer em Lucca? Então você veio ao lugar certo. Veja nesse post um guia completo com o que você não pode perder durante uma visita a essa charmosa cidade toscana toda murada.

aerial shot of Lucca

Panorama de Lucca

Apesar de morarmos na Itália há mais de um ano, nunca colocamos uma visita a Lucca entre as nossas prioridades. Não que não tivéssemos vontade de conhecê-la, mas sim porque como quase nunca ouvimos falar dela, o lugar acabou passando batido nos nossos planos.

Fomos parar em Lucca um pouco por acaso, já que a cidade faz parte do roteiro da Via Francigena, a qual percorremos de bicicleta há pouco tempo. Só temos a agradecer pela “coincidência”, pois essa com certeza foi uma das melhores surpresas que tivemos durante a nossa viagem de bike de norte ao sul da Itália.

Estrada da Via Francigena que leva a Lucca na Itália

Lucca é linda, extremamente charmosa e histórica, uma cidade viva e convidativa que ainda não caiu totalmente nas graças dos turistas e que por isso preserva muito de sua originalidade.

Depois de um dia explorando seu centro histórico (é pouco, mas suficiente para ver os principais pontos), agora te passamos um pequeno guia com o que fazer em Lucca.

O que fazer em Lucca:

Dar uma volta completa no muro de Lucca

O por do sol do muro de Lucca

O pôr-do-sol visto de cima do muro de Lucca

O muro de Lucca, principal símbolo da cidade, foi erguido por motivos de segurança e apesar de sua construção ter acontecido durante diversos períodos históricos, a estrutura atual foi finalizada no séc. XVII.

Pouco tempo depois de sua construção, no entanto, com o advento de novas e mais avançadas técnicas de proteção, a fortificação perdeu sua função militar e foi aberta para o lazer da população. Essa transformação do muro em parque urbano foi crucial para moldar a cultura local, já que naquela época, apenas as famílias abastadas tinham acesso a promenades e áreas de lazer.

Abrir um espaço como esse para a população geral, influenciou enormemente o estilo de vida das pessoas dali, que até hoje são adeptas a caminhadas, passeatas e encontros no muro.

O muro de Lucca tem mais ou menos 4 quilômetros de extensão e dar uma volta completa nele, seja a pé ou de bicicleta, é mandatório.

Visão noturna do muro de Lucca

Hoje em dia, o caminho conta com muitas áreas verdes e de descanso, mas o mais legal é a visão que se tem do centro histórico de Lucca e dos arredores a partir do muro.

Se você optar por percorrê-lo sobre duas rodas, são muitas as opções de lugares que alugam bikes nas redondezas. Se quiser garantir, outra opção é reservar sua bicicleta e o passeio por Lucca com antecedência, com os nossos parceiros do Get Your Guide:

Visitar o Duomo di Lucca

Foto preto e branco do Duomo di Lucca

Lucca, assim como a maioria das cidades italianas, conta com muitas igrejas, mas se tem uma que você deveria visitar é o duomo da cidade, dedicada a São Martinho.

Dentro do Duomo di Lucca, está guardado o Volto Santo, relíquia que teria vindo da Terra Santa ainda no séc VIII, e é por isso que a cidade é uma importante etapa para os peregrinos da Via Francigena.

O duomo di Lucca

O ingresso do Duomo di Lucca custa €3 e como chegamos lá muito tarde, optamos por não entrar. Seja lá sua decisão, não deixe de passear pela região para observar a linda fachada da igreja.

Visitar a Piazza dell’Anfiteatro di Lucca

Obras de arte espalhadas pela Piazza dellAnfiteatro di Lucca

Obras de arte espalhadas pela Piazza dell’Anfiteatro di Lucca

A Piazza dell’Anfiteatro di Lucca foi construído no local de um antigo anfiteatro romano do séc I ou II aC. Hoje em dia, pouco restou da arena – a não ser o formato ovalar – mas além de curtir o charme do local, que atualmente conta com restaurantes, lojas e instalações de arte, ainda dá para tentar imaginar os gladiadores, leões e outras feras que um dia andaram por ali.

Um passeio pela Via Fillungo, até cair no anfiteatro

Como forma de acesso à Piazza dell Anfiteatro, opte por caminhar pela Via Fillungo, a principal e talvez mais característica rua de Lucca.

A Via Fillungo cruza praticamente todo o centro histórico de Lucca e tem arquitetura tipicamente medieval, além de preservar muitas fachadas históricas.

Visitar a Torre Guinigi

Torre Guinigi vista de baixo

A Torre Guinigui é uma das poucas que restaram das centenas de torres que um dia existiram em Lucca durante o período medieval. Essa também é com certeza uma das construções mais icônicas da cidade e ela chama a atenção principalmente pelo jardim com grandes árvores plantadas no seu terraço superior, que podem ser observadas de vários cantos da cidade.

Com mais de 40 metros de altura, o topo da torre oferece lindas vistas para a cidade, mas lembre-se que não tem elevador.

jardim no topo da Torre Guinigi em :ucca

O jardim no topo da torre

Preço ingresso Torre Guinigi: €4 inteira, €3 reduzida.

Pallazzo Pfaner

Palácio Pfanner visto de cima do muro de Lucca

Parte do palácio visto decima do muro

O Pallazzo Pfaner foi inicialmente construído pela família Moriconi, importantes comerciantes do século XVII. Pouco tempo depois no entanto, forçados por problemas financeiros, o palácio foi vendido para os Cotroni, outra família local que tinha acabado de ganhar um título de nobreza e queria ostentar o novo status social alcançado.

A família Pfanner, que dá o nome ao local, entra na história somente no séc XIX, quando um produtor de cervejas austríaco chamado Felix Pfanner, compra o lugar e abre ali a Cervejaria Pfanner, a primeira de Lucca e uma das primeiras da Itália. O antigo beer garden e outras instalações da cervejaria foram fechadas em meados de 1900.

Atualmente, o interior do Pallazzo Pfaner conta com uma exposição de antigas vestimentas das famílias nobres do séc. XVIII. Já no maravilhoso jardim, você encontra obras de arte como estátuas barrocas de deuses da mitologia romana.

Preço ingresso Pallazzo Pfaner:

Jardim: €4,50 inteira, €4 reduzida

Palácio: €4,50 inteiro, €4 reduzida

Jardim e palácio: €6 inteira, €5 reduzida.

Visitar a Torre delle Ore

Torre com um relógio medieval ainda em funcionamento. Essa é a mais alta torre da cidade e também é possível subir nela, de onde se pode apreciar uma bela vista da cidade, com destaque para a Via Fillungio.

Preço ingresso Torre delle Ore: €4 inteira, €3 reduzida.

Visitar a Casa di Puccini

Ótima opção de passeio em Lucca para quem gosta de música clássica. Nela nasceu o famoso compositor Giacomo Puccini, que está por trás de óperas populares em todo o mundo, como Turandot e La Boheme.

Preço ingresso Casa di Puccini: €7 completo, €5 reduzido 5.

Uma volta pela Piazza Napoleone

Essa é a principal praça da cidade e onde está localizado o Palácio Ducale, atualmente prédio governamental.

Aproveitar a boemia de Lucca

Lucca in one day

OS bares e restaurantes da Piazza dell´Anfiteatro

Uma coisa que nos chamou muita atenção em Lucca é que apesar de ser um local bastante visitado, a cidade tem uma vida ativa que independe do turismo.

Durante um passeio pelas vielas charmosas do centro histórico, você encontra diversos restaurantes e bares lotados e nada como viver um pouco da boemia local para captar a essência de Lucca, não é mesmo? Então, mesmo que você esteja apenas de passagem, reserve ao menos uma horinha no final da tarde para curtir um aperitivo como um vero lucchese. Rs.

Dia chivoso pelas ruas de Lucca na Itália

Centro de Lucca

O que fazer em Lucca – atividades extras:

Enquanto pesquisávamos informações de o que fazer em Lucca para deixar esse texto ainda mais completo, descobrimos da existência de dois festivais musicais que parecem muito interessantes:

  • um é o Lucca Summer Festival, que acontece entre julho e agosto e que durante os seus quase 20 anos de existência já trouxe nomes como Bob Dylan, Gilberto Gil, Milton Nascimento, Alanis Morisette, Elton John e Rolling Stones para tocar no centro histórico de Lucca. Informações sobre o festival, inclusive a relação de músicos que tocarão na próxima edição, aqui.
  • Puccini Festival, dedicado ao compostiro Giacomo Puccini, o evento de música clássica também acontece entre julho e agosto. Mais infos aqui.

Nós não estivemos em nenhum desses festivais, mas como parecem interessantes, deixamos registrados aqui. Se você já esteve em algum deles, conte para a gente o que achou 😉

Como chegar em Lucca

Trem: Lucca tem uma estação de trem que fica ao lado do centro histórico e é facilmente acessível a partir de praticamente todas as principais cidades da Toscana e outras da Itália. Acesse o site da Trenitalia para ver preço e horário dos trens.

Voo: o aeroporto internacional mais próximo é o de Pisa, a 30 km e também acessível de trem.

Ônibus: é possível visitar Lucca de ônibus, a partir de muitas cidades e tem inclusive um que vai do Aeroporto de Siena até o centro de Lucca.

Carro: visitar Lucca de carro é uma ótima opção pois te dá flexibilidade de conhecer outras cidades da região como Siena, San Gimignano, Colle di Val d’Elsa, Monteriggione, Bagni San Fillipo e tantas outras.

Lembre-se apenas de que a maioria das cidades italianas não permite tráfego de carros não autorizados em seus centros históricos, então tenha em mente o gasto com estacionamento e o deslocamento a pé até as atrações

A pé ou de bicicleta: como comentamos acima, Lucca faz parte da rota de peregrinação da Via Francigena, e uma opção para visitá-la pode ser ir a pé ou de bike. Nós fizemos o trajeto de bicicleta durante uma viagem de norte ao sul da Itália e nos surpreendemos com a boa infraestrutura e beleza da Via Francigena.

o que fazer em Lucca a noite

Com nossas fiéis companheiras curtindo a noite em Lucca

Esperamos que você tenha gostado do nosso guia “O que fazer em Lucca” e que ele te ajude a explorar essa cidade encantadora ainda mais e melhor.

Qualquer dúvida ou sugestão, é só deixar um comentário aqui embaixo pra gente. Boas viagens, Fê e Ti.