Este post também está disponível em: English

Colinas cobertas por plantações de uva por todos os lados, pequenos vilarejos de aspecto medieval, torres e pinheiros que se destacam no horizonte e um final de tarde de tom alaranjado digno de cartão postal. Poderíamos estar descrevendo uma paisagem italiana bastante conhecida, mas não, estamos falando de Goriska Brda, a “Toscana da Eslovênia”.

Brda na Eslovênia

O pôr do sol em Brda

Brda está localizada no oeste da Eslovênia, praticamente na fronteira com a Itália, entre o Mar Adriático e os Alpes. O clima mediterrâneo, com bastante sol, inverno menos rigoroso, chuva em abundância, além de um solo rico em nutrientes, fizeram dessa a principal região vinícola do país. Setenta por cento da produção é de vinho branco, principalmente da variedade da uva Ribula (conhecida como Ribolla Gialla, na Itália), mas também é possível encontrar tintos deliciosos para degustar.

Excelentes vinhos aliados à paisagem pitoresca, renderam a Brda o título de “Toscana da Eslovênia”. Uma Toscana em menor escala, é verdade, mas igualmente encantadora, principalmente pelo fato de ainda não ter sofrido com a invasão massiva de turistas e por preservar um aspecto bastante original.

*Está indo para a Eslovênia? Então não deixe de ler: 

Degustação de vinhos em Brda

A degustação de vinhos de Brda

Diferente de outras regiões vinícolas que já visitamos, em Brda a degustação acontece na casa do produtor em um encontro bastante informal e intimista. Entre taças de vinho e cortes de queijos e frios, o anfitrião te leva para um tour em sua adega, explica detalhes da produção e de quebra ainda conta várias histórias de vida. Não é apenas uma degustação, mas uma imersão na cultura da região.

Brda a Toscana da Eslovênia

Nós, que adoramos uma boa conversa (ainda mais quando acompanhada de um bom vinho), não poderíamos ter gostado mais da experiência que tivemos na casa do Tomaz Princic, produtor dos vinhos Princic.

*É preciso marcar a visita com antecedência. Como não tínhamos planejado nossa viagem a Brda, contamos com a gentileza e agilidade da equipe do Hotel Vila Kozana, que conseguiu marcar nossa “semi-degustação” com o Tomaz para o mesmo dia.

Degustação com o Tomaz, da Princic

Brda a Toscana da Eslovênia

Tomaz e a Fê já no final da degustação – infelizmente a única foto que tiramos juntos

Encontramos o Tomaz na porta de sua casa e ele já foi logo se desculpando pois não poderia nos receber para uma degustação completa, já que tinha um grupo de turistas chegando dentro de uma hora. Normalmente a visita dura entre duas e três horas, sendo 1h30 de explicação sobre o vinho e produção e o resto de conversa em meio a taças de vinho e petiscos.

Primeiramente, o Tomaz nos levou para ver parte de sua plantação, explicou por que a região de Brda é tão propícia para o  cultivo daquelas uvas e falou também sobre a recepção do produto esloveno no exterior. Depois, entramos para sua casa e ele nos levou até a adega, onde nos contou mais sobre os diferentes vinhos que tinha ali e as técnicas empregadas em cada um deles.

Brda a Toscana da Eslovênia

Como nossa visita tinha sido marcada em cima da hora, não tínhamos intenção de provar nenhum rótulo, apenas entender mais sobre a história e tal. No entanto, quando estávamos prestes a nos despedir, o Tomaz veio com duas garrafas de vinho, um branco Chardonnay (que ele fez questão de demonstrar a preferência) e um tinto feito a partir de um blend de uvas, e perguntou qual preferíamos. Ao respondermos “o tinto”, ele continuou olhando fixamente nos nossos olhos, virando a cabeça uns 15 graus pra esquerda, como quem quer uma nova resposta. Quando então dissemos “o branco”, ele abriu um enorme sorriso e falou: “Sabia. Ótima escolha!”.

Brda a Toscana da Eslovênia

O Chardonnay delicioso – o primeiro do dia

O Tomaz é tão apaixonado pelo que faz que nos conquistou imediatamente. Sabe esse tipo de pessoa que empenha toda a energia no que faz e se entrega completamente ao momento? Ele é assim. Nos demos tão bem que depois do Chardonnay, embalamos o vinho tinto e várias outras taças direto do barril. Conversamos sobre a vida, viagens, cultura, amores e amizades e saímos de lá não apenas apaixonados pelos vinhos do Tomaz, mas pelo próprio Tomaz.

O que fazer em Brda

Smartno em Brda a Toscana da Eslovênia

O charmoso vilarejo de Smartno

Além da degustação, vale a pena perder um tempo explorando os vilarejos e a paisagem da região. Dois pontos que não podem ficar de fora do seu roteiro:

  • Castelo de Dobrovo: castelo do século XVII que já foi moradia de muitas famílias nobres e hoje é um centro de exposições e museu.
  • Smartno: um vilarejo medieval todo murado e preservado que é puro charme.

Onde se hospedar em Brda

Vila Kozana em Brda a Toscana da Eslovênia

Vila Kozana, o melhor hotel da região

Nós ficamos hospedados em um dos melhores hotéis da região, o Vila Kozana, que oferce vistas espetaculares para as colinas de Brda.

Para a nossa surpresa, o hotel acabou de ser comprado e restaurado por uma brasileira (!), a Binha, que nos recebeu tão bem que difícil mesmo foi criar coragem para ir embora.

Além dos quartos espaçosos e confortáveis, o Vila Kozana tem um spa, restaurante e bar deliciosos. Eles também ajudam a organizar passeios de carro ou bicicleta pela região e outros pontos turísticos da Eslovênia.

Brda a Toscana da Eslovênia

Tiago na varanda do nosso quarto no Vila Kozana

Como chegar em Brda

A melhor maneira de explorar Brda é de carro (como na Toscana) ou bicicleta (que foi o nosso caso). Goriska Brda fica a 140km da capital eslovena Liubliana, 66km de Trieste e 144 km de Veneza.