Este post também está disponível em: enEnglish

Que a Rússia é o maior país do planeta, que eles gostam de vodka e são considerados um povo frio, todo mundo sabe. Mas como aqui no Monday Feelings a gente tenta fugir do senso comum, se prepare para 10 curiosidades reais sobre a Rússia, esse impressionante e enigmático país.

1 – O lago mais profundo do mundo fica na Rússia 

curiosidades reais sobre a Rússia

O lago Baikal, na Sibéria, é o mais profundo e antigo do planeta. Toda a água do Baikal é capaz de cobrir a superfície da Terra por completo por dois dedos de profundidade. Isso dá aos russos a posse de 20% de toda a água doce não congelada do mundo.

2 – O Alasca era da Rússia

curiosidades reais sobre a Rússia

Os EUA compraram o território no ano de 1867 por US$ 7,2 mi. Ainda hoje existem comunidades russas no Alasca. Eles falam russo, têm passaporte russo, seguem a igreja ortodoxa e se identificam muito mais com a cultura russa do que com a americana.

3 – A língua russa e o português soam assustadoramente iguais

curiosidades reais sobre a Rússia

A fonética dos dois idiomas é tão parecida que diversas vezes, ao escutarmos russos conversarem, achávamos que eles estavam falando português ou alguma outra língua latina. Quando viajamos por outros países, também aconteceu de nos confundirem com russos por conta da nossa língua. E a semelhança não para por aí, muitas palavras são iguais, como “bilhete”, “passageiro”, “biblioteca”, “catedral”, “temperatura”, “música”, etc (obviamente elas são escritas de maneira diferente, já que o alfabeto é cirílico).

4 – A Rússia tem dentro de seu território 22 repúblicas autônomas
curiosidades reais sobre a Rússia

* Foto do Wikipedia *

São 22 “países” dentro da Federação Russa. Esses territórios têm presidente e constituição próprias, mas respondem ao Kremlin, o governo central em Moscou.

5 – É difícil encontrar banheiros públicos divididos por gênero

curiosidades reais sobre a Rússia

Homens e mulheres frequentam o mesmo banheiro (e viva a igualdade! Será?). Pelo menos foi isso que observamos em quase todos os restaurantes e bares que fomos. Os hotéis e alguns lugares mais turísticos já têm a placa diferenciando a cabine feminina da masculina, mas no geral, é tudo misturado.

6 – Os russos se reúnem no inverno para nadar no gelo
curiosidades reais sobre a Rússia

* Foto do Flickr do Farhad Sadykov *

No feriado religioso de Epiphany (o batizado de Jesus), que acontece no gélido mês de janeiro , os russos se reúnem em rios e lagos congelados das cidades, cavam um buraco no gelo, e – pasmem! – mergulham. Segundo os adeptos, o banho de água gelada (com temperaturas de até -20º C/-4º F) tem propriedades medicinais. O governo e a igreja ortodoxa apoiam o evento e sempre tem um orgão do governo, um padre e um médico para supervisionar a maluquice, digo, celebração.

7 – É aqui que fica a maior ferrovia do mundo

curiosidades reais sobre a Rússia

A Transiberiana tem quase 10 mil km de extensão e passa por 8 fusos horários distintos. Ela cruza quase todo o território da Rússia, que tem uma área equivalente a de Plutão! Ou seja, atravessar a Rússia na Transiberiana, é o mesmo que atravessar o planeta Plutão!

8 – São Petersburgo, a “Veneza do Norte”

curiosidades reais sobre a Rússia

É verdade que outras cidades do mundo também levam essa mesma denominação, mas acredito que São Petersburgo seja a mais legítima. Ela foi inspirada em Veneza e os Czares mandaram construir canais por toda a cidade. São tantos os canais por que, atualmente, a cidade tem 3 vezes mais pontes do que Veneza.

9 – Hospitalidade russa

curiosidades reais sobre a Rússia

Diferentemente do que muita gente pensa, os russos são bastante hospitaleiros. Tivemos experiências muito positivas todas as vezes que visitamos a Rússia. Acho que eles são apenas incompreendidos, por isso levam a fama de mau humorados e frios. Pode acreditar, uma vez que você faz amizade com um russo, terá um amigo em quem confiar por toda a vida.

10 – Existem mamutes congelados na Sibéria
curiosidades reais sobre a Rússia

* Foto do flickr da Anna Ghislaine *

Sim, isso mesmo que você leu. Escutamos de alguns donos de galerias na Sibéria que na primavera, quando a neve começa a derreter, muita gente viaja para o norte da Sibéria para coletar o marfim desses mamutes e revender em suas galerias. Triste realidade.

E se você ficou curioso sobre o assunto, dá uma olhada nessa reportagem incível sobre os caçadores de mamute na Sibéria (conteúdo apenas me inglês).