Este post também está disponível em: enEnglish

O Réveillon é um dos feriados mais celebrados do mundo e um dos nossos preferidos. Vamos falar sério, quer época melhor que essa? Amigos reunidos, normalmente na praia, todo mundo de branco, pulando ondinha, celebrando juntos a entrada de um novo ciclo. Mas será que todo mundo festeja da mesma maneira? Descobrimos 10 tradições de ano novo um tanto quanto excêntricas ao redor do mundo.

Tradição de Ano Novo na Tailândia com um banho de água 

tradições de ano novo

* Foto do Flickr de Francesc SalaSelis *

O Ano-Novo tailandês acontece no dia 13 de abril e é celebrado nas ruas de quase todas as cidades. As pessoas jogam água umas nas outras em sinal de purificação. O festival, conhecido como Songkran, tem essência religiosa e demonstrações desrespeitosas como participar das “guerrinhas de água” sem camisa, podem ser punidas com multa ou até prisão.

Apesar de a Tailândia ser majoritariamente budista, os turistas que estiverem no país no dia 31 de dezembro, não terão problemas em encontrar uma festa para comemorar. Afinal, estamos falando de um dos países mais turísticos do mundo.

Nós passamos o réveillon de 2015/2016 na Full Moon Party por exemplo e foi uma delícia.

“Feliz Antigo Ano Novo” na Rússia

tradições de ano novo

Os russos seguem o calendário juliano, o que significa que muitas datas festivas são adiadas em duas semanas.

O Natal por exemplo cai no dia 7 de janeiro e o Réveillon, no dia 14 de janeiro.

Apesar da principal celebração de Ano-Novo na Rússia acontecer no 31 de dezembro, as pessoas ainda desejam “Feliz Antigo Ano Novo” no dia 14.

Outra excentricidade russa é que eles mantêm uma “árvore de ano novo”, ao invés da tradicional “árvore de natal”. Essa é uma consequência da proibição do natal durante a União Soviética. Nessa época, muitos costumes religiosos tiveram que ser modificados para não sofrerem censura do governo. A proibição acabou, mas até hoje os russos têm a árvore de ano novo, que só pode ser desmontada no dia 14 de janeiro.

Tradição de Ano Novo na Dinamarca: Quebrando pratos

tradições de ano novo

* Foto do Flickr de noricum*

Na Dinamarca é tradição jogar os pratos velhos na porta da casa dos amigos. Quanto mais louça estilhaçada você tiver na porta, mais querido você é. E nós que achávamos que só os gregos fossem adeptos da quebradeira de pratos…

Os dinamarqueses também celebram a entrada do ano novo pulando de uma cadeira exatamente à meia-noite.

24 horas de silêncio em Bali

tradições de ano novo

O ano novo balinês é conhecido como Nyepi e é um dia de muita introspecção. No Nyepi, que cai no dia 13 de abril, as pessoas estão proibidas de trabalhar, viajar, sair de casa, acender as luzes ou engajar em atividades sociais. Os balineses passam o primeiro dia do ano em casa, em silêncio absoluto, meditando e às vezes jejuando, tudo para atingir o autoconhecimento necessário para começar um novo ciclo.

Os turistas que estiverem no país também são encorajados a entrar no clima e em muitos hotéis, os viajantes não podem nem sequer sair do quarto.

Engolindo uvas no Ano Novo da Espanha

tradições de ano novo

Quando o relógio marca meia noite, os espanhóis rapidamente comem 12 uvas, uma para cada badalada do relógio. As uvas representam os doze meses e são engolidas como forma de atrair sorte para o novo ano.

Ano Novo no Irã: 13 dias de festa

tradições de ano novo

* Foto da nossa querida amiga Haleh do Irã *

Os iranianos comemoram o ano novo durante 13 dias, em um feriado chamado Nowrooz. No dia 21 de março, data do Ano-Novo, uma “Mesa com Sete Símbolos” (chamada de Haftsin) é montada nas casas. Os sete símbolos devem começar com a letra “S” (sib=maçã/serke=vinagre pro ex.) e além desses enfeites, também ficam sobre a mesa, um espelho, moedas (para atrair dinheiro), uma flor verde ou grama e um aquário com peixinhos dourados.

Durante os 13 dias, as pessoas visitam seus familiares e amigos ou viajam e, no último dia, vão a um parque, bosque ou floresta. Lá, celebram o final do feriado, jogam a flor e a grama na mata e liberam os peixes no rio.

Todo mundo de branco no Ano Novo do Brasil

tradições de ano novo

* Nosso último Ano Novo no Brasil, 2010 *

Pode parecer comum para nós brasileiros, mas essa tradição não existe em nenhum outro país. E nós somos tão adeptos que mesmo sem termos passado os últimos 6 Réveillons fora Brasil, nunca quebramos a tradição!

Superstições como pular as 7 ondinhas e jogar oferendas para Iemanjá no mar, também são únicas. (Que saudades do Brasil!)

Um banho de água (con)gelada na Holanda

tradições de ano novo

Nadar no primeiro dia do ano na Holanda é uma Tradição para muitos. Até aí tudo bem… o problema é que o Ano-Novo cai em pleno inverno e as águas do mar e canais estão congelantes. A coragem de milhares de holandeses é televisionada para todo o país e, os nadadores, enaltecidos por sua coragem.

Um Réveillon natalino na Turquia

tradições de ano novo

Na Turquia o Réveillon é considerado uma comemoração cristã e por isso o governo incentiva as pessoas a não celebrarem.

Ainda assim, muitas famílias e amigos continuam se reunindo no dia 31 de dezembro para uma grande ceia natalina. Sim, isso mesmo.

Como o Natal, esse sim um feriado cristão, não é comemorado por lá, eles adotaram as tradições do jantar natalino para o ano novo.

Calcinha e cueca nova na América do Sul

Eu sempre achei que essa fosse uma tradição brasileira, mas não, vários países da América do Sul também são adeptos da superstição. Cada lugar no entanto com suas peculiaridades. No Chile, normalmente a roupa de baixo é amarela, pra trazer dinheiro; na Argentina, as mulheres usam calcinha rosa presenteada no dia anterior; no Peru, verde; e no Brasil, depende do que a gente vai querer no próximo ano, rs.

Vermelho = amor; amarelo = dinheiro; branco = paz e harmonia; laranja = sucesso e etc.

Essa superstição tem ganhado fama até nos EUA e México e por lá essa moda de comprar calcinha e cueca nova para o Réveillon está ganhando força. Avante, hermanos!

* E você, já viu alguma bizarrice pelo mundo? *