Turismo no Paquistão: roteiro, dicas e informações pra sua viagem Paquistão

Tiago and Fernanda sitting on a bench looking at a large snowed peak mountain surrounded by a forest
Last updated:

This post is also available in: English

Passamos dois meses viajando pelo Paquistão e agora te passamos todas as dicas e informações que você precisa para organizar a sua viagem de turismo no Paquistão!

Tiago and Fernanda sitting on a bench looking at a large snowed peak mountain surrounded by a forest

O Paquistão é um país com incontáveis atrativos. Nós passamos dois meses viajando por lá e podemos dizer seguramente que não conhecemos nem metade do que o país tem a oferecer. Um lugar com povo hospitaleiro, natureza intocada e uma cultura extremamente diversa, o Paquistão é um destino para ser absorvido com calma.

Para os viajantes que não contam com muito tempo, separamos aqui um roteiro detalhado com os pontos mais importantes, bonitos e interessantes, aqueles que você não pode perder de jeito nenhum durante uma primeira viagem a turismo no Paquistão.

Turismo no Paquistão – o que encontrar

É seguro viajar no Paquisitão?

Muita gente pensa que fazer turismo no Paquistão é perigoso, mas a nossa experiência e a de tantos outros viajantes que conhecemos, mostra o oposto. Nós passamos por diferentes regiões do Paquistão, algumas vezes com guia, outras sozinhos, e não tivemos problema algum. É claro que, como em tantos outros países do mundo, você deve ficar esperto e evitar certas áreas, mas se você seguir algumas recomendações básicas do governo e dos locais, dificilmente terá qualquer problema.

Os anos de terrorismo e instabilidade do Paquistão parecem ter ficado no passado e, tanto exército quanto o governo, têm se esforçado para manter o país seguro e atraente para viajantes nacionais e internacionais.

Melhor época para viajar ao Paquistão

Tiago and a Pakistani walking in dirty road in between mountains with a snowed peak mountain in the back

Isto vai depender do tipo de viagem que você quer fazer. O Paquistão é enorme e apresenta climas diversos, então é difícil generalizar. No entanto, na nossa opinião, as regiões mais lindas e interessantes ficam no território autônomo de Gilgit-Baltistan e na Província de Khyber Pakhtunkhwa, que são áreas montanhosas mais ao norte que devem ser evitadas nos meses de frio.

Já as grandes cidades paquistanesas como Karachi, Islamabad (capital Paquistão) e, principalmente, Lahore, apresentam temperaturas altíssimas no verão.

Se você quiser seguir o roteiro que fizemos e ver um pouco de tudo, a dica é visitar o Paquistão durante a primavera e o outono.

Dicas de viagem Paquistão

Tiago and Fernanda holding hands in the middle of a very dangerous bridge on top of a lake in Pakistan
In the most dangerous bridge in the world

Seguro viagem

Recomendamos fazer um seguro de viagem para fazer turismo no Paquistão, já que o nível de higiene de alguns estabelecimentos é bem baixo. Nós dois chegamos a ter intoxicação alimentar e, eu (Fernanda), inclusive precisei ser assistida por um médico. Nós contratamos o nosso com a Seguros Promo, um comparador de preços que pesquisa entre as melhores seguradoras do país. Tivemos que acioná-los duas vezes em um período de três meses (no Paquistão e em Dubai), e tanto o atendimento ao cliente, quanto a consulta com o médico, foram excelentes – sem contar que não nos custaram nem um centavo.

A Seguros Promo é parceira do blog e oferecemos um desconto exclusivo de 10% para os nossos leitores – é só utilizar o código “MF360”. Ao contratar o serviço pelo nosso site, a gente ganha uma pequena comissão que nos ajuda a manter o site. Agradecemos antecipadamente, e qualquer dúvida, é só escrever pra gente!

Transporte

As distâncias entre as cidades são bem grandes e você pode optar por viajar de avião, trem ou ônibus. Para viagens dentro das cidades, recomendamos baixar o aplicativo do Uber, que funciona super bem (veja outros aplicativos úteis para as suas viagens aqui);

Como se vestir no Paquistão

Não existe um código de vestimenta no Paquistão, mas é recomendável mulheres cobrirem pernas, ombros e braços. Homens devem cobrir as pernas. Nas grandes cidades, a regra é bem mais flexível e homens podem usar shorts e mulheres camisetas de manga curta.

Cultura Paquistão

95% da população é muçulmana, então a cultura do Paquistão está muito atrelada ao islamismo. De qualquer forma, como já falamos, este é um país enorme e muito diversificado e você encontra diferentes grupos étnicos e religiosos, como falaremos mais neste texto.

Infraestrutura do Paquistão

A infraestrutura do Paquistão pode ser um pouco precária em algumas regiões, além do mais, trens e ônibus mudam constantemente os horários. Estamos falando de um país com menos de 80 anos de existência, então não seja exigente quanto a pontualidade e outras questões mais organizacionais.

Turismo no Paquistão é caro?

O Paquistão é bem barato – um prato de comida sai entre U$ 1 e U$ 3 e um quarto de hotel entre U$ 5 e U$ 15.

Internet para o celular

Nós compramos o chip da Telenor, o pacote de dados era barato e pegava bem nas grandes cidades. Esqueça conectividade em lugares mais remotos como Fairy Meadows, Vale de Kalash e até mesmo algumas áreas de Hunza.

Agência de viagens

Parte desta viagem foi feita com o auxílio da Magellan Travels. Existem algumas áreas do Paquistão que você como turista internacional precisa de autorização para visitar, além disso, a logística do dia-a-dia pode ser difícil considerando que nem todo mundo fala inglês e que existe uma certa imprevisibilidade no Paquistão. Se você estiver procurando uma agência de viagens no Paquistão para te ajudar durante a sua visita, entre em contato com eles através do site, ou então pelo telefone do Usman, dono da empresa.

Como ir para o Paquistão (voos para o Paquistão)

Uma opção low-cost para ir para o Paquistão é a Air Arabia. Se você estiver vindo da Europa, a companhia aérea oferece voos saindo de Praga. Além do mais, a partir de localidades do Oriente Médio como Dubai e Abu Dhabi, também é possível voar para o Paquistão.

Informações básicas sobre o Paquistão

five woman dressed very colourful as Kalashas in the Kalash valley in Pakistan

Onde fica o Paquistão: o Paquistão fica na Ásia e faz fronteira com o Irã, o Afeganistão, a China e a Índia. Até 1947, ano da independência do Paquistão, o país fazia parte do Subcontinente Indiano, juntamente com Índia e Bangladesh.

Capital do Paquistão: Islamabad.

Moeda do Paquistão: Rupia paquistanesa (1 rupia = 33 reais)

Idioma oficial do Paquistão: urdu e o inglês. Bastante gente fala inglês no Paquistão, principalmente aqueles que tem ensino superior completo, mas ainda é comum encontrar pessoas que só falem o urdu ou outros dialetos locais.

Religião do Paquistão: 95% da população é muçulmana (75% sunitas e 25% xiitas), 1% é cristã, 1% budista e 3% outras minorias.

Bandeira do Paquistão: a origem da bandeira do Paquistão tem uma história super curiosa que contamos em um post no Instagram. Dá uma olhada aqui embaixo e já aproveita para curtir a página do Monday Feelings e ficar por dentro de dicas e novidades sobre o Paquistão e outros cantos do mundo!

 

View this post on Instagram

 

A post shared by Monday Feelings (@mondayfeelings)

Os principais pontos para turismo no Paquistão

Karachi

a large monument surrounded by people who seem really small near it

Com 15 milhões de habitantes, Karachi é a cidade mais populosa e caótica do Paquistão. Nós passamos uma semana lá e sinceramente não gostamos muito, mas não tem como negar sua importância cultural.

Karachi era a última parada do trem que trazia as pessoas de territórios indianos durante a “Partição” (período pós-independência de muita tensão entre Índia e Paquistão) e como muitos dos recém-chegados optaram por se estabelecerem ali mesmo, esta é com certeza a cidade mais diversa do Paquistão.

A maioria dos voos internacionais chega em Karachi e um dia é suficiente para conhecer suas principais atrações.

Turismo em Karachi, o que visitar

a pink sky with the sun and the city of Karachi in Pakistan

  • Museu e Mausoléu Mazar-e-Quaid: lugar muito importante para os paquistaneses, pois é onde está enterrado o fundador do Paquistão, Quaid-e-Azam Muhammad Ali Jinnah;
  • National Museum of Pakistan;
  • Mohatta Palace;

Hotel em Karachi: nós ficamos hospedados no Avari Towers, um hotel 4* muito bem localizado, com um café da manhã delicioso. Os quartos são bonitos e modernos e a diária sai por mais ou menos U$ 80. Como visitamos Karachi a convite da University of Karachi, foram eles que providenciaram a nossa estadia no Avari Towers, mas caso você esteja buscando uma opção mais em conta de hotel em Karachi, dá uma olhada aqui.

Lahore

Aerial view of Iqbal Park of Lahore in Pakistan

Entre as grandes cidades paquistanesas, Lahore é a nossa queridinha. Conhecida como a Capital Cultura do Paquistão, a cidade é uma das mais antigas do país e reserva muitos monumentos históricos. É imperdível ao fazer turismo no Paquistão.

Turismo em Lahore, o que visitar

Fernanda in the middle with a mosque with three domes in the background in a large

  • Mesquita Badshahi: provavelmente a mesquita mais linda do Paquistão;
  • Forte de Lahore;
  • Monumento Minar e-Pakistan: local onde foi assinado o acordo de independência do Paquistão;
  • Parque Iqbal;
  • National History Museum: ótimo museu para quem quer saber mais sobre a Partição, desenvolvido pela incrível diretora de cinema Sharmeen Obaid-Chinoy;
  • Lahore Museum: museu para conhecer mais sobre a história e cultura da região;
  • Delhi Gate;
  • Assistir a troca da guarda na fronteira com a Índia: tivemos que pular esta atividade, pois quando estivemos em Lahore a situação com o país vizinho estava mais tensa do que o normal;
  • Shahi Maham Bath: uma antiga casa de banho pública recentemente restaurada.
  • Comer no Restaurante Haveli com vista para a Mesquita Badhsahi.

Veja aqui opções de hotel em Lahore.

Tursimo em Islamabad

An aerial view of the Islamabad mosque in Pakistan

A capital do Paquistão, assim como Brasília, é uma cidade planejada, o que a torna muito mais organizada, arborizada e tranquila do que Karachi e/ou Lahore. A grande atração da capital paquistanesa é a Mesquita Faisal, mas durante o seu turismo em Islamabad, não deixe de conhecer também:

  • Pakistan Monument: vá cedo, quando não tem quase ninguém;
  • Lok Virsa Heritage Museum;
  • Mirante Daman-e-Koh;
  • Jantar no delicioso restaurante Manal.

Veja as opções de acomodação em Islamabad aqui.

Tursimo em Fairy Meadows

Aerial view of the village in Fairy Meadows and the Naga Parbat mountain in the back

Fairy Meadows é indiscutivelmente um dos lugares mais lindos do Paquistão. Uma região montanhosa de onde se tem a visão para Nanga Parbat, a 9ª montanha mais alta do mundo!

O acesso a Fairy Meadows é um tanto quanto emocionante e consiste em uma trilha de Jeep por uma estrada estreita rodeada por precipícios que farão até a pessoa menos religiosa aderir à prece. Se você sobreviver à viagem de Jeep – brincadeira, apesar de aterrorizante, incidentes nesta estrada são praticamente inexistentes -, ainda precisará fazer uma caminhada de três horas até um dos acampamentos que fica em cima das montanhas. Você tem a opção de fazer este trecho a cavalo, por um preço negociável com os moradores locais.

A gente já adianta: qualquer esforço será mais do que recompensado!

Tursimo no Vale de Hunza (Hunza Valley em inglês)

a view of the Hunza Valley in between leaves

O Vale de Hunza é a nossa região favorita no Paquistão e você não pode deixar de conhecê-la de jeito nenhum.

Hunza tem cultura e religião próprias e é tão interessante e bonita que recomendamos passar pelo menos quatro dias explorando-a com calma. Para saber mais, leia este post que escrevemos inteiramente dedicado ao Vale de Hunza e todas as suas atrações.

*Onde se hospedar em Hunza: recomendamos o guest house Gulmit In, que é simples, mas aconchegante e de propriedade de uma família local muito querida. Veja outras opções de hotel em Hunza aqui. Se você estiver buscando uma opção mais luxuosa, o Hard Rock Hunza nos foi bem recomendado.

Tursimo no Vale Kalash (Kalash Valley em inglês)

Aerial view of the Kalash Valley with the sun in between clouds and the dry river and the village

A região do Vale de Kalash não costuma figurar no roteiro de muitos viajantes, mas deveria ser obrigatório para todos aqueles que querem entender o que faz do Paquistão um destino tão fascinante.

Apesar de ser uma área de belezas naturais, o ponto alto deste vale é a história e a cultura da população local.

O Vale de Kalash é casa para mais ou menos três mil “kalashas”, um grupo étnico à beira da extinção que habita a região há milhares de anos. Os kalashas tem um visual e cultura bastante distintos do resto do Paquistão e ninguém sabe ao certo como eles foram parar ali. A teoria mais difundida no entanto, diz que eles são descendentes diretos de Alexandre, o Grande, que quando passou por ali, deixou parte de seu exército para trás.

Two kalash girls dressed very colourful

Localizada na fronteria com o Afeganistão, é preciso pegar uma autorização especial para visitar a região – quem cuidou desta burocracia pra gente foi a Magellan Travels.

Quando estiver no Vale de Kalash, procure comer e se hospedar em estabelecimentos de famílias kalashas, pois eles sofrem muita discriminação por parte de alguns fundamentalistas islâmicos e têm maior dificuldade em se capitalizarem. Recomedamos a guest house KFU, de propriedade da família do Faizi Khan, um senhor super simpático e atencioso que conhecemos. Além do hotel ser muito aconchegante, todo de madeira e vidro, a família dona do local também serve uma comida caseira espetacular cheia de pratos tradicionais. Outro ponto alto é que como o Faiza fala inglês relativamente bem e é super comunicativo, então dá para aprender várias curiosidades sobre a região.

A internet no Vale de Kalash é bem ruim, então obviamente a guest house não tem site, mas deixamos aqui os telefones de contato e endereço: 0344 98 34 036 / 0347 07 00 221

Kalash Valley, Batreek Bumburet, Chitral – Pakistan.

Turismo no Lago Shangri-la

Tiago and Fernanda looking at the turquoise blue water of the Attabad Lake

Este lago nos foi muito bem recomendado, mas infelizmente não tivemos tempo de visitá-lo. De qualquer forma, fica aqui a dica. O lago fica próximo a cidade de Skardu, a 2.500 metros de altitude e é um dos cartões postais do Paquistão.

Veja opções de acomodação perto do Lago Shangri-la aqui.

Outros pontos turísticos do Paquistão:

O Paquistão com certeza tem muitos outros atrativos, mas como explicamos, é difícil visitar tudo em uma só viagem. Ficam aqui então nossas dicas com os lugares que você não deve deixar de conhecer em uma primeira visita ao Paquistão. Qualquer dúvida ou sugestão, deixa pra gente nos comentários, ou entre em contato conosco por aqui!

Lembrando que no nosso YouTube, Instagram e Facebook você encontra mais informações sobre o Paquistão e outros países.

Boas viagens!