O que fazer na Serra da Canastra: roteiro, informações e dicas culturais

Vista do Mirante da pousada Velho Chico em São Roque de Minas
Last updated:

This post is also available in: English

Quer saber o que fazer na Serra da Canastra? Este é um dos lugares mais marcantes que já visitamos no Brasil, e não falamos isso apenas por conta de suas belezas naturais: pode parecer clichê, mas a Serra da Canastra tem uma energia única – sem contar na simpatia e acolhimento dos locais, que não abrem mão de um convite para o café e de uma boa “prosa” a qualquer hora do dia. Passamos uma semana por lá, filmando parte do nosso documentário sobre o Rio São Francisco e agora contamos tudo o que fazer na Serra da Canastra !


NESTE TEXTO VOCÊ ENCONTRA:
– O Parque Nacional da Serra da Canastra;
– Dicas e informações essenciais sobre a Serra da Canastra;
– Serra da Canastra onde se hospedar;
– O que fazer na Serra da Canastra:
          1.Visitar a parte alta do Parque da Serra da Canastra;
          2.Visitar a Cachoeira Casca Danta;
          3. Fazer a Trilha entre a parte baixa e a parte alta da Cachoeira Casca Danta;
          4. Outras cachoeiras imperdíveis além da Casca Danta;
          5. Visitar fazendas produtoras de queijo da canastra (três opções pro seu roteiro);
          6. Assistir ao pôr do sol no Mirante da Pousada Velho Chico.
– Onde sair na Serra da Canastra: restaurantes e bares que valem a pena conhecer;
– Roteiro Serra da Canastra: sugestão para 3 dias de viagem.


O Parque Nacional da Serra da Canastra:

Lobo Guara no Parque Nacional da Serra da Canastra
Logo Guara

O Parque Nacional da Serra da Canastra foi criado em 1972 e tem oficialmente 70 mil hectares, apesar do plano inicial prever 200 mil hectares. As famílias que se encontravam na área do parque tiveram que ser desapropriadas e o processo foi bem delicado, com muita gente inclusive declarando nunca ter recebido indenização por suas terras. Vale a pena conversar com os locais, principalmente os mais velhos, para escutar um pouco de suas histórias.

Por outro lado, após a conversão em parque nacional, a Serra da Canastra passou a ser uma área de preservação ambiental e você encontra ali diversos tipos de plantas e animais únicos à região, vagando livremente com segurança. O cerrado mineiro é realmente impressionante e ficamos fascinados com a biodiversidade do Parque da Serra da Canastra. Durante a nossa visita à parte alta do parque tivemos a oportunidade de ver lobo-guará, tamanduá-bandeira, carcarás, corujas e muito mais.

Coruja no Parque Nacional da Serra da Canastra em Sao Roque de Minas

 

O ingresso para o Parque da Serra da Canastra custa aproximadamente R$ 11 (R$ 5,50 meia) e só pode ser pago em dinheiro. Durante alguns feriados, há exigência de agendamento da visita. Saiba mais aqui.

SERRA DA CANASTRA MAPA :

Mapa da Serra da Canastra

Serra da Canastra: dicas e informações essenciais para a sua viagem

Por conta de sua longa extensão, várias dúvidas aparecem quando o assunto é uma viagem para a Serra da Canastra: onde fica a Serra da Canastra, quais cidades compreendem, onde ficar na Serra da Canastra, qual a cidade mais próxima da Serra da Canastra, etc. Montamos aqui então um rápido Q&A para te ajudar no seu turismo pela Serra da Canastra:

  • ONDE FICA A SERRA DA CANASTRA: A Serra da Canastra compreende uma extensa região no sudoeste de Minas Gerais que abrange várias cidades. A parte mais “tradicional” da Canastra, no entanto, onde você encontra a verdadeira cultura canastreira e os atrativos mais famosos da Serra da Canastra, como a nascente do Rio São Francisco, a Cachoeira Casca Danta, as fazendas de queijo e etc, fica no entorno de uma única serra, que dá o nome à região: a Serra da Canastra, um impressionante “paredão” localizado entre as cidades de Vargem Bonita e São Roque de Minas.
  • QUAIS CIDADES FAZEM PARTE DA SERRA DA CANASTRA: São Roque de Minas, Capitólio, Vargem Bonita, São João Batista do Glória, Delfinópolis e Sacramento são cidades no entorno do Parque Nacional da Serra da Canastra.
  • QUAL A CIDADE MAIS PRÓXIMA DA SERRA DA CANASTRA? As cidades mais próximas da Serra da Canastra são: São Roque de Minas e Vargem Bonita. Como explicamos, essas são as localidades que ficam no entorno da parte mais “tradicional” da Serra da Canastra.
  • CAPITÓLIO FICA NA SERRA DA CANASTRA? Capitólio está no entorno do Parque Nacional da Serra da Canastra, mas a cidade está a 80 km dos atrativos da Serra da Canastra, como a nascente do Velho Chico, a cachoeira Casca d’Anta e etc. Não aconselhamos usar Capitólio como base se o seu intuito é conhecer os pontos turísticos da Serra da Canastra. Isso não significa que você não deva visitar a cidade: leia aqui o nosso guia de viagem para Capitólio!
  • RIO SÃO FRANCISCO SERRA DA CANASTRA: a nascente histórica do Rio São Francisco fica na parte alta do Parque Nacional da Serra da Canastra (acesso pela portaria 1, ao lado da cidade de São Roque de Minas). Para chegar lá é preciso ter um carro 4×4 por conta da condição da estrada. Se você não tiver um carro apropriado, pode optar por contratar um passeio de 4×4 na Serra da Canastra. Tivemos a oportunidade de conhecer os guias Esler Criscoullo (037 9 9994-3386) e o Elmo (037 9 9914-9737) e deixamos aqui seus telefones caso alguém queira entrar em contato.
  • MELHOR ÉPOCA PARA VIAJAR A SERRA DA CANASTRA: abril a outubro, época de seca, é a melhor época para visitar a Serra da Canastra. Nos outros meses a chuva é frequente e pode atrapalhar bastante a viagem, principalmente considerando o péssimo estado de algumas estradas.
  • É PRECISO TER UM 4X4 PARA VIAJAR PARA A SERRA DA CANASTRA? Em época de chuvas é aconselhável, já na seca não. Faça um orçamento para alugar um 4×4 aqui.

Serra da Canastra em Sao Roque de Minas

Serra da Canastra onde se hospedar

São Roque de Minas e Vargem Bonita são as cidades mais próximas da Serra da Canastra. Elas ficam próximas às portarias 1 e 4 do parque, respectivamente; sendo então as melhores cidades para usar como base durante o seu turismo na Serra da Canastra.

A Portaria 1 fica a 8 km de São Roque de Minas e a 21 km de Vargem Bonita e dá acesso à parte alta do Parque da Serra da Canasta; já a Portaria 4 fica a 36 km de São Roque de Minas e a 23 km de Vargem Bonita e dá acesso à cachoeira Casca Danta. As duas cidades estão distantes 35 km uma da outra.

Sao Roque de Minas na Serra da Canastra
São Roque de Minas

Nós optamos por ficar em São Roque de Minas e gostamos bastante. São Roque de Minas tem o turismo mais desenvolvido do que Vargem Bonita e oferece algumas opções de lazer para aproveitar à noite, como barzinhos e restaurantes.

Nós ficamos hospedados no centro de São Roque de Minas, no Hotel da Canastra, que fica em frente à praça principal e adoramos! Os quartos são simples, mas muito gostosos e aconchegantes, e o café da manhã maravilhoso, com várias delícias da culinária regional. A dona do local, a Bia, é encantadora. Uma mulher super engajada e apaixonada pela história da região que nos explicou muito sobre a cultura canastreira. A Bia faz de tudo para que os hóspedes se sintam em casa e com a gente deu tão certo que até em festa de noivado de uma das funcionárias do hotel nós fomos.

Hotel da Canastra
Café da manhã no quarto do Hotel da Canastra

Se você gosta de ambientes aconchegantes, atendimento familiar e boa “prosa”, vai adorar o Hotel da Canastra. Aos interessados, segue telefone para contato: +55 37 8819-0632

Se você estiver buscando algo mais afastado da cidade, existem várias opções de hotel fazenda próximas ao parque também, como a tradicional Fazendinha da Canastra, entre outros. Veja aqui algumas opções.

Hotel da Canastra em Sao Roque de Minas
Um dos quartos do Hotel da Canastra

O que fazer na Serra da Canastra: principais atrações e atividades

1) Visitar a parte Alta do Parque Nacional da Serra da Canastra:

O acesso à parte Alta do Parque se dá pela Portaria 1, a 8 km de São Roque de Minas. Esta área do parque tem uma das paisagens mais impressionantes que já vimos e é parada obrigatória para quem está procurando o que fazer na Serra da Canastra. Prepare-se para se maravilhar com a paisagem local, um chapadão com vegetação rasteira que muda completamente de aspecto dependendo da época do ano.

Fernanda Kiehl do Monday Feelings na nascente do Rio São Francisco no Parque Nacional da Serra da Canastra em São Roque de Minas
A Fê na nascente do Rio São Francisco

Alguns animais podem ser avistados ali, principalmente de manhãzinha. A estrada para a parte alta do parque é muito ruim e o caminho só pode ser feito de 4×4, a pé (trilhas), de bicicleta ou de moto.

O ideal é reservar um dia inteiro para o passeio para dar tempo de visitar os principais pontos turísticos do Parque da Canastra, como a nascente do Rio São Francisco, o Curral de Pedras, a parte alta da Casca Danta, algumas piscinas naturais, entre outros.

2) Visitar a Cachoeira Casca Danta:

Cachoeira Casca D'Anta no Parque da Canastra em São Roque de Minas

Quem está procurando o que fazer na Serra da Canastra não pode deixar de conhecer a Cachoeira Casca d’Anta! Com 168 m de queda livre, esta é uma das mais belas cachoeiras de Minas Gerais. Distante apenas 14 km da nascente do Rio São Francisco, ela é a primeira cachoeira formada pelo Velho Chico.

Para chegar até ela é preciso fazer uma trilha de 700 metros. O trajeto é tranquilo e leva apenas 20 minutos, passando por dentro de uma bela e intensa mata.

O acesso à Cachoeira Casca Danta se dá pela portaria 4 do parque (23 km de Vargem Bonita e 36 km de São Roque de Minas).

3) Fazer a trilha entre a parte baixa e a parte alta da Cachoeira Casca D’Anta

Trilha da Casca D'Anta no Parque da Canastra em São Roque de Minas

Para os mais atléticos, é possível fazer uma trilha que liga a parte baixa à parte alta da Cachoeira Casca Danta. São 3,5 km de trilha para subir e mais 3,5 km para descer (reserve pelo menos 5 horas para o trajeto completo).
Quando visitamos o Parque da Serra da Canastra, a trilha estava fechada, então vamos falar o que locais e guias nos contaram sobre a trilha da Cachoeira Casca Danta: o caminho é íngreme e o nível de dificuldade alto. Não é aconselhável para pessoas não acostumadas com este tipo de atividade.

4) Outras cachoeiras para visitar na Serra da Canastra além da Casca d’Anta:

Procurando o que fazer na Serra da Canastra além da cachoeira Casca Danta? Fizemos uma lista de outras cachoeiras lindas para conhecer na região:

– Cachoeira Capão Forro: a apenas 7Km de São Roque, a Cachoeira Capão Forro é de fácil acesso, sendo uma ótima opção para quem quer se refrescar e aproveitar a natureza local por algumas horas. É possível chegar com o seu próprio carro.

– Cachoeira do Cerradão: também próxima de São Roque de Minas, a Cachoeira do Cerradão tem fácil acesso e é muito bonita. São 202 metros de queda, divido em três níveis.

– Cachoeira dos Rolinhos e Cachoeira Rasga Canga (são a mesma – uma é a parte alta e a outra a parte baixa): com 4 quedas, tendo 15 metros a maior delas, além de dois poços naturais, essa cachoeira é ideal para um banho refrescante.

– Cachoeira do Fundão: com 80 metros de altura e a 50 km de São Roque de Minas, a Cachoeira do Fundão é uma das mais belas cachoeiras da Serra da Canastra. Infelizmente, no entanto, seu acesso é bastante complicado, ficando inclusive fechado durante alguns meses do ano. É possível acessá-la a pé por um trajeto de 14km.

5) Visitar uma fazenda produtora de queijo da canastra e outros produtos regionais:

Uma viagem à Serra da Canastra não está completa sem uma visita à uma (ou mais) fazenda produtora do premiado queijo da canastra. Durante o tour é possível degustar, comprar e aprender mais sobre a produção do queijo e de outros produtos regionais. Aqui sugerimos 4 produtores para você conhecer e se deliciar na Serra da Canastra:

  • Roça da Cidade: a menos de 2 km de São Roque de Minas, essa é uma das fazendas mais tradicionais de queijo da canastra. Em sua quinta geração, o foco ali é produção 100% artesanal. Um lugar simples, mas muito acolhedor, onde o visitante aprende sobre todo o processo de produção do queijo.
  • Estância Capim Canastra: responsáveis pelo primeiro queijo brasileiro premiado no exterior, esta é outra visita imperdível na Serra da Canastra. O espaço foi idealizado pelo empresário e produtor Guilherme Ferreira que também organiza diversas vivências como forma de valorização da cultura canastreira, como passeios de balão, workshops, cursos e etc.
  • Fazenda do Zé Mário: esta é outra fazenda típica de produção familiar. O Zé Mário é um dos mais antigos produtores da região, homem simples e hospitaleiro que faz questão de receber todos com carinho e atenção.

6) Ver o pôr do sol do mirante da Pousada Velho Chico

Vista do Mirante da pousada Velho Chico em São Roque de Minas

De propriedade do Adriano, um antigo minerador convertido em guia turístico, a Pousada Velho Chico possui um mirante com uma das vistas mais lindas para o pôr do sol na Serra da Canastra. Apesar de estar em terra particular, o Adriano é extremamente gentil e temos certeza que se você conversar com ele, terá permissão para acessar o mirante. Não deixe de conhecer a lojinha de produtos regionais que ele tem na propriedade.

Onde comer e sair em São Roque de Minas, Serra da Canastra

Restaurante Velho Chico em São Roque de Minas

De final de semana, as ruas ao redor da praça principal de São Roque de Minas são fechadas para uso exclusivo dos pedestres. Para quem quer fazer um pouco de turismo em São Roque de Minas, vale a pena passear por ali, comer um espetinho, ouvir uma música ao vivo e tomar uma cervejinha como os locais gostam de fazer.

Quem quiser um jantar um pouco mais elaborado, sugerimos o Restaurante Velho Chico ou o Zagaia. Já para barzinho, o Decks, recém-inaugurado quando visitamos a Serra da Canastra, é ótimo! Eles têm diversos cocktails, vinhos e cervejas e música ao vivo.

Roteiro Serra da Canastra: sugestão de roteiro para viagem de três dias pela Canastra

DIA 1 – Chegada à noite em São Roque de Minas: Fazer check-in no Hotel da Canastra ou outro, e depois sair para dar uma volta na cidade. Jantar no Restaurante Velho Chico ou tomar um drinque no Decks.

DIA 2: Passeio de 4×4 pela parte alta do Parque da Serra da Canastra. Dura o dia inteiro e inclui a visitação a cachoeiras da região.

DIA 3: Visitar a Cachoeira Casca Danta e, se tiver fôlego, fazer a trilha até a parte alta. Para os menos aventureiros, seguir para um mergulho refrescante na Cachoeira Capão Forró. Na parte da tarde, visitar uma fazenda produtora de queijo da canastra.

Nascer do sol na Serra da Canastra em São Roque de Minas

*Vale a pena emendar uma viagem à Serra da Canastra com uma visita à Capitólio também! Para quem tem uma semana de férias por exemplo, pode reservar 3 dias para cada local. Leia o nosso guia de viagem para Capitólio, com as melhores cachoeiras e trilhas para fazer na região.

Esperamos que este texto sobre o que fazer na Serra da Canastra seja útil para a sua viagem. Qualquer dúvida ou sugestão, manda aí nos comentários que responderemos o quanto antes.