O que fazer em Capitolio MG | Dicas para um turismo responsável

Veja aqui um guia completo com o que fazer em Capitolio mg, além de dicas importantes para um turismo responsável. Capitólio tem sofrido com um turismo bastante predatório e se não formos conscientes quanto aos impactos da nossa visita e tomarmos certas atitudes, em breve, toda esta beleza natural pode acabar.

Os Cânions de Capitólio vistos do famoso mirante da cidade, uma das principais atividades que tem para fazer em Capitólio mg
A vista que se tem dos Cânions de Capitólio a partir do famoso Mirante de Capitólio

Capitólio é uma pequena cidade mineira rodeada por uma natureza de rara beleza e dezenas de cachoeiras. São tantas as cachoeiras que seria impossível conhecer todas elas mesmo se você dedicasse um mês inteiro para a tarefa.

A cidade fica localizada às margens do Lago de Furnas, que é o maior lago do Estado de Minas Gerais e um dos maiores artificias do mundo. A represa foi criada em 1960 para viabilizar a construção da Usina Hidrelétrica de Furnas, que até hoje funciona no local.

Capitólio oferece diversas atividades para o turista interessado em trilhas, esportes de aventura e muito contato com a natureza e agora te passamos um roteiro completo com o que fazer em Capitólio mg. Todos os programas aqui mencionados podem ser feitos em uma viagem de três dias em Capitólio.


ÍNDICE:

  • Quantos dias passar em Capitólio;
  • Melhor época para visitar Capitólio mg;
  • Onde se hopedar;
  • Dicas essenciais para a sua viagem;
  • O que fazer em Capitólio – o Mirante do Cânions;
  • O que fazer em Capitólio – o passeio de lancha;
  • O que fazer em Capitólio – principais trilhas e cachoeiras;
  • O que fazer em Capitólio com chuva.

Vista aérea da Cachoeira do Grito na Trilha do Sol em Capitólio mg
Cachoeira do Grito, na Trilha do Sol – Capitólio mg

Quantos dias passar em Capitólio

Como falamos, Capitólio tem tantas cachoeiras que seria necessário pelo menos uma semana para conseguir conhecer as principais. Como nem todo mundo dispõe de tanto tempo de férias assim, ou sequer tem vontade de conhecer tantas cachoeiras, podemos dizer que 3 ou 4 dias é um bom tempo para reservar para a viagem. Nós passamos 3 dias em Capitólio e sentimos que foi pouco, ainda mais que estava chovendo muito durante a nossa visita e várias atrações estavam fechadas por conta do risco de tromba d´água.

Uma super dica que damos para quem tem uma semana de férias é combinar a viagem a Capitólio com uma visita ao Parque Nacional da Serra da Canastra. Capitólio fica a 110 km de São Roque de Minas, principal cidade da Canastra, e vale muito a pena a “esticada”. Ficamos completamente encantados com a Serra da Canastra e este se tornou um dos lugares mais lindos e especiais que já visitamos no Brasil.

Melhor época para visitar Capitólio mg

A melhor época para viajar a Capitólio é de abril a setembro, quando não chove e as águas das cachoeiras ficam mais cristalinas. Já de dezembro a março, o período é de chuva. Neste caso, opte por fazer os passeios bem cedo, já que as chuvas em Capitólio são mais frequentes na parte da tarde.

Atenção: o risco de tromba d’água é enorme durante as temporadas de chuva em Capitólio. Não se arrisque e obedeça aos instrutores sempre.

Lancha durante o passeio pelo lago de furnas em Capitólio
Durante o passeio de lancha no lago de Furnas

O que saber antes de ir para Capitólio: dicas importantes para a sua viagem

  1. Evite visitar Capitólio durante os finais de semana: Capitólio tem sofrido muito com o turismo predatório. Aos finais de semana, a cidade fica lotada de ônibus de excursões, com pessoas que têm muito pouco a contribuir com a comunidade local e estão mais preocupados em tirar fotos para o Instagram, beber a cerveja do cooler que trouxeram de casa e deixar montanhas de lixo para trás (escutamos isso de quase todos os locais com quem conversamos). Enquanto a cidade tenta resolver esta situação, nós podemos fazer a nossa parte evitando os finais de semana para minimizar os impactos deste grande fluxo de pessoas.
  2. Seja consciente: leve o seu lixo, não fique arrancando folhas, levando pedras ou depredando os locais; evite passar protetor solar e repelente antes de entrar nas cachoeiras; ajude a economia local consumindo dos pequenos empresários.
  3. Leve dinheiro: Capitólio só tem uma agência bancária (Bradesco), que não estava funcionando quando fomos. A grande maioria das cachoeiras, restaurantes e comércio aceita pagamento com cartão, mas é bom levar um pouco de dinheiro para se prevenir de qualquer imprevisto.
  4. Carro em Capitólio: se você tiver a possibilidade de ir com um 4×4 é melhor, pois a maioria das estradas é de terra e quando chove o acesso fica complicado. Mas esta não é uma regra. Nós mesmos fizemos tudo em Capitólio com um Honda Fit e conseguimos visitar a maioria das cachoeiras. Se estiver pensando em alugar um carro para a viagem, faça o orçamento aqui com a Rental Cars, uma ferramenta de busca que pesquisa entre as principais locadoras do país e sempre fornece os melhores preços e ofertas.

Fazendo a trilha do sol, uma das mais bonitas de Capitólio

Onde se hospedar em Capitólio: opções de pousada Capitolio

Capitólio tem opções de hospedagem para todos os gostos e orçamentos.

Nós nos hospedamos no Balneário do Lago, um hotel estilo resort às margens do Lago de Furnas. A infraestrutura deles é enorme, contando com quadras de tênis, saunas, piscinas normal e aquecida, e até mesmo um pequeno parque aquático.

Não somos muito adeptos deste tipo de hospedagem “all inclusive”, pois no geral passamos mais tempo fora do hotel do que dentro, mas o que mais nos agradou no Balneário do Lago foram os quartos: a suíte-master tem uma banheira de hidromassagem maravilhosa, perfeita para curar o cansaço depois das longas caminhadas do dia.

Quarto de casal no hotel Balneario do Lago em Capitólio
Nosso quarto no Hotel Balneário do Lago

Além de ser uma boa opção de pousada em Capitólio para casais, ela é também ótima para famílias viajando com crianças, já que oferece esta super infraestrutura. O Hotel Balneário do Lago em Capitolio tem diárias a partir de R$ 500/quarto de casal, e inclui café-da-manhã e jantar. A nota deles no booking é 8,8.

Para quem estiver procurando algo mais em conta, pode se interessar pelo Escarpas Eco Village (diárias a partir de R$ 250) ou a Pousada e Camping Paraíso Capitólio (diárias a partir de R$ 100).

Vista de fora do nosso quarto no hotel Balneário do Lago em Capitólio
Nosso quarto no hotel Balneário do Lago em Capitólio visto de fora

O que fazer em Capitolio mg

Visitar o Mirante dos Cânions em Capitólio:

Entrada R$ 40 – aceita pagamento com cartão

Vista aérea dos Canions de Capitólio, com uma lancha e duas cachoeiras visíveis
Mirante dos Cânions, ou Mirante dos Canyons, um dos principais programas para fazer em Capitólio mg

O Mirante dos Canyons é um dos principais programas para fazer em Capitolio. O lugar é realmente muito bonito e a visão que se tem do topo dos canyons alaranjados contrastando com o verde esmeralda do Lago de Furnas lá embaixo, é maravilhosa.

A entrada para o mirante costumava ser gratuita. Quem quisesse, era só parar o carro ali na estrada mesmo e explorar o local a pé. Com a popularização do local “super instagramável” a situação começou a sair um pouco do controle: carros parados no meio da estrada, pessoas próximas ao precipício tentando tirar a melhor selfie, gente fazenda churrasco no local e muito lixo para trás. A gota d’agua, aparentemente, foi um rapaz ter pulado dali. O dono da terra foi processado pelo acidente e resolveu vender o local para um grande empresário do setor do turismo nacional, que construiu um estacionamento, limpou a área, colocou funcionários e agora cobra R$ 40.

Passando pela ponte suspensa sobre os cânions de Capitólio em minas gerais
A recém-inaugurada ponte suspensa do Mirante dos Cânions de Capitólio

Achamos o valor caro, principalmente porque acreditarmos que o acesso à natureza deva ser gratuito, sempre. Por outro lado, o local estava limpo, bem sinalizado e os funcionários eram muito atenciosos. Também não vimos sequer um papel de bala no chão, uma raridade quando se trata de pontos turísticos em meio à natureza, infelizmente.

O episódio nos fez questionar a viabilidade de se manter limpo e seguro pontos turísticos públicos que se tornam populares demais. A fiscalização no Brasil é praticamente inexistente e a população ainda carece muito de noções básicas de respeito à natureza e ao próximo. Capitólio é exemplo disso. A cidade tem sofrido fortemente com um turismo predatório e a sensação que dá é de que se algo não for feito imediatamente, aquilo tudo em breve pode acabar.

Até o governo tomar providências, ficaremos à mercê de grandes empresários que restringirão o acesso a bens naturais, mas que ao menos protegerão o local – muito em nome do lucro, é claro.

Difícil ter uma opinião concreta sobre o tema. O que você acha? Conta pra gente nos comentários!

Fazer o passeio de lancha no Lago de Furnas:

Custo: Aproximadamente R$ 90 por pessoa (crianças até 5 anos não pagam e de 6 a 9 anos paga 50%). Aceita pagamento com cartão.

Quem está procurando o que fazer em Capitólio não pode deixar o passeio de lancha na represa de Furnas de fora. Este é outro ponto alto da visita a Capitólio! O tour leva 3 horas e passa por diversos pontos de interesse da lagoa, como a barragem da usina, a Cascatinha, um bar flutuante e os impressionantes canyons, de onde se pode ver duas enormes cachoeiras desaguando praticamente aos seus pés. É ali que as lanchas param para quem quiser nadar um pouco, ou explorar com calma a área.

Mas atenção, pois durante os finais de semana, são tantas as lanchas fazendo o percurso, que o mergulho no lago fica proibido (têm agentes da prefeitura fiscalizando). Portanto, se possível, prefira fazer o passeio de lancha no Lago de Furnas durante os dias de semana, quando o clima é mais tranquilo e é possível aproveitar a tranquilidade e silêncio local.

Tiago e Fernanda em uma das cachoeiras visitadas durante o passeio de barco no lago de Furnas em Capitólio
Aproveitando um mergulho durante o passeio de barco no lago de Furnas. O nado só é permitido durante dia de semana, quando há menos pessoas na área.

Nós fizemos o nosso passeio com o Gilson Passeios Náuticos – (37)99985-2822 – e gostamos bastante. Os funcionários foram super profissionais e atenciosos conosco e se mostraram também bastante conscientes quanto a preservação da natureza de Capitólio.

O passeio de lancha no Lago de Furnas custa R$ 90 e eles carregam até 14 pessoas na lancha. Nós fizemos o tour em uma quarta-feira e fomos acompanhados de apenas um outro casal – mais um motivo para evitar o final de semana. Os passeios saem as 10h, 12h e 15h (dia de semana) e 9h, 12h e 15h de finais de semana. Pelo que a equipe do Gilson nos informou, é preferível optar pelos horários da manhã ou do meio-dia, que é quando o lago e os canyons ficam mais bonitos.

Quais trilhas e cachoeiras fazer em Capitólio:

Fernanda apontando para um rio no fim da Trilha do Sol em Capitólio
Em uma das várias trilhas que tem para fazer em Capitólio

Com tantas opções, muita gente fica confusa quanto a quais cachoeiras visitar e/ou quais trilhas fazer em Capitólio.

Reunimos aqui então uma sugestão das 5 trilhas e cachoeiras mais bonitas da região, que podem ser visitadas durante uma viagem de dois ou três dias em Capitólio. São elas: a Trilha do Sol e a Canela da Ema (próximas uma da outra, elas podem ser visitadas no mesmo dia); e a Paraíso Perdido, o Retiro Viking e as Cachoeiras da Serra, que também podem ser visitadas em um único dia.

Trilha do Sol:

Entrada: R$ 40. Pode pagar com cartão. Tem um restaurante e bar no local bem gostoso.

Placa apontando para as diferentes trilhas da Fazenda do Sol em Capitólio
As três opções de rota da Trilha do Sol em Capitólio

A Trilha do Sol, em Capitólio, é uma das mais procuradas pelos turistas. Ao todo são 3 km de trilha em meio ao belíssimo bioma do Cerrado e parando em 3 cachoeiras: a Poço Dourado, a Cachoeira do Grito e a Cachoeira No Limite.

O percurso é bem tranquilo e não precisa ter um super condicionamento físico para fazer. Em todas as cachoeiras, você encontra guias locais para dar assistência e informações quanto a riscos de tromba d’água e etc.

Canela de Ema:

Entrada: R$ 30 (ou R$ 60 com almoço).

Uma das cachoeiras da Fazenda Canela de Ema uma das coisas que tem para fazer em Capitólio mg
Cachoeira do Canela de Ema

A fazenda Canela de Ema foi aberta ao público recentemente por um casal simpaticíssimo, a Laura e o Adriano. O visitante tem opção de fazer dois percursos: a Trilha Verde, que leva até um poço em meio aos canyons; e a Cachoeira no Limite. As trilhas são tranquilas e eles também contam com guias para auxiliar no trajeto.

A nossa dica é emendar a visita à cachoeira com um almoço no restaurante do Canela de Ema. O prato do dia deles é enorme e simplesmente DELICIOSO. Só não vai deixar para fazer as trilhas depois de comer pois com certeza o dia vai terminar sem banho de cachoeira.

Paraíso Perdido:

Entrada: R$ 40. Não aceita pagamento com cartão, apenas para o restaurante.

O Paraíso Perdido é uma área de camping banhada por um ribeirão (Ribeirão do Quebra Anzol) de águas cristalinas que corre sobre pedras formando cachoeiras e piscinas naturais, como o poção dos peixinhos, banheira de champanhe, etc. O local ainda conta com mesas e churrasqueiras para o visitante utilizar, mas garrafas de vidro são proibidas.

Esta é uma das atrações mais populares de Capitólio e pode ficar bem cheia durante os finais de semana.

Retiro Viking:

Entrada: R$ 15

O Retiro Viking tem 5 cachoeiras (Cachoeira Trovão, Patinho Feio, Caixinha de Surpresas, Pequena Sereia e do Quelé) e vários poços para banho. Ela é considerada de mais difícil acesso e por isso não é tão visitada quanto as outras que mencionamos aqui – o que, na nossa opinião, é uma vantagem. A estrada para lá não é muito boa e quando chove só de 4×4.

Cachoeiras Pé de Serra:

Entrada: R$25,00 (R$ 50,00 incluindo diária para acampar)

Este é um nome que apareceu em quase todas as conversas que tivemos com os moradores de Capitólio. Segundo nos disseram, o complexo de Cachoeiras Pé de Serra é lindo e fica entre o Retiro Viking e o Paraíso Perdido. Como quase ninguém a conhece, o local frequentemente fica vazio.

Bônus: Cachoeira Fecho da Serra:

Entrada: R$ 20. Não aceita pagamento com cartão.

Cachoeira Fecho da Serra uma das principais cachoeiras de Capitolio
As águas poderosas da Cachoeira Fecho da Serra

Esta cachoeira fica no final de uma estrada muito linda que passa em meio aos canyons de Capitólio, e só pelo caminho já vale a pena conhecer.

São duas áreas de trilha e visitação, uma levando para a parte superior da cachoeira e a outra para a inferior. Quando fomos, por conta da chuva, apenas a parte debaixo estava aberta. A força da água nos impressionou, mas segundo o dono do local, normalmente a cachoeira Fecho da Serra é bem menor, formando inclusive duas piscinas naturais perfeitas para o mergulho.

O que fazer em Capitólio com chuva

Vista aérea da região de capitólio com chuva

É de se esperar que, com tantos programas em meio a natureza, não tenha muito o que fazer em Capitólio com chuva. Por conta dos riscos de tromba d’água, muitas cachoeiras inclusive fecham.

A nossa dica então é pegar um hotel com boa infraestrutura, para conseguir aproveitar Capitólio até mesmo com chuva. O Hotel Balneário do Lago, por exemplo, onde nos hospedamos, oferecia sauna, piscinas aquecidas, bar, quadras e até mesmo um parque aquático infantil – sem contar, claro, na banheira de hidromassagem dentro do quarto, um luxo mais do que bem-vindo principalmente nos momentos de chuva.

Na banheira de hidromassagem do nosso quarto no Hotel Balneario do Lago em Capitólio
Curtindo a chuva em Capitólio da janela do nosso quarto no Hotel Balneário do Lago

Outra dica, caso você pegue chuva em Capitólio, é se programar para fazer as coisas bem de manhãzinha, pois as precipitações na região costumam ser no final da tarde.