Este post também está disponível em: enEnglish

A República da Coreia é o país mais moderno que já visitamos. Inovações e tecnologia estão por todos os lados. Ainda assim, o que mais nos chamou atenção durante os 15 dias de viagem pelo país foram as atrações relacionadas à natureza, história e tradição coreanas. Fica aqui então algumas dicas de o que fazer na Coreia do Sul. 

*Já pensou em visitar a outra Coreia? Aquela que fica mais ao norte e que muita gente tem receio só de pensar? Então não deixe de ler esse Guia completo sobre a Coreia do Norte. 

1 – Visitar a cidade de Busan

o que fazer na Coreia do Sul

O mercado de peixes de Busan com a Vila Cultural ao fundo

Busan é a segunda maior cidade da Coreia do Sul. Ela está localizada na costa sul do país e tem praias enormes para aproveitar durante o verão. Busan também é sede do maior porto da Coreia do Sul e um dos mais importantes do mundo.

Não deixe de conhecer o mercado de peixes e sua incrível variedade de frutos do mar (a cidade fica a três horas de barco do Japão, então dá para imaginar…), o Templo Budista Beomesa e a Vila Cultural com suas casinhas coloridas.

*Encontre aqui as melhores ofertas de hotéis em Busan.  

2 – Conhecer e se possível dormir em uma Jjimjilbang

Dormindo em uma jjimjilbang na Coreia do Sul

Nós em uma das noites que passamos em uma Jjimjilbang

As jjimjilbangs são as casas de banho pública da Coreia e, segundo o Tiago, a melhor parte da viagem. Rs.

Elas são muito tradicionais e estão em praticamente todas as cidades. Lá você poderá relaxar em piscinas de diferentes temperaturas, chuveiros e saunas (homens e mulheres em diferentes andares). Na área comum, onde todos se encontram, normalmente há um restaurante, sala de televisão, cadeiras de massagem e biblioteca.

É possível dormir nas Jjimjilbangs, sendo uma ótima alternativa para as caríssimas acomodações da Coreia do Sul. Se interessou? Contamos tudo sobre as casas de banho coreanas no nosso texto Como se hospedar barato na Coreia do Sul.

3 – Explorar Seul

Seul é a alucinante capital coreana. Uma mistura de luzes, grandes construções, tecnologia, shoppings, multidões e tradição oriental. A cidade assusta um pouco à primeira vista, pois é tudo tão grandioso que os olhos se perdem. Aos poucos, no entanto, o viajante vai se ajustando ao ritmo e se acostumando com os sons, cores e sabores.

Seul está cheia de museus, templos, feiras de rua, arte e goste você de grandes cidades ou não, é parada obrigatória para quem quer conhecer mais sobre a história e cultura coreana.

*Veja as melhores opções de hotel em Seul aqui

4 – Visitar a histórica cidade de Gyeongju

o que fazer na coreia do sul

Casas coreanas tradicionais

Gyeongju é a cidade que mais gostamos na Coreia do Sul. Ela foi a capital do antigo Império Silla, que durou de 53 A.C. a 935 D.C., e conta com vários monumentos considerados Patrimônio Mundial da Unesco, além de museus, templos e parques. A nossa dica é alugar uma bicicleta e se perder pelas ruas charmosas da cidade. Cada cantinho de Gyeongju tem um pouco de história para contar.

*Encontre sua hospedagem em Gyeongju aqui

5 – Conhecer a temida DMZ (Zona Desmilitarizada)

o que fazer na Coreia do Sul

A DMZ é uma das áreas de maior tensão militar no mundo. Uma faixa de 4 km de largura e 238 km de comprimento que divide a Coreia do Sul da Coreia do Norte. É nessa área, criada em 1953, após o fim da Guerra da Coreia, que as conversações de paz entre os dois países acontece.

Quem visita a região do lado da República da Coreia pode entrar em um dos túneis cavados pela Coreia do Norte para espionar a vizinha do sul (ao todo são quatro túneis descobertos), visitar uma torre de observação com vista para a Coreia do Norte, entre outras atrações.

Essa é uma região tensa, carregada de significados e histórias trágicas e a verdade é que nos decepcionamos um pouco ao perceber que a Coreia do Sul transformou o local em apenas mais uma atração turística – o entorno da DMZ conta até com um parque de diversões.

*No texto sobre a Coreia do Norte mencionado acima, o viajante Marcelo Druck conta melhor sobre a sua visita à DMZ pelo lado da Coreia do Norte.

6 – Explorar o lindo Seoraksan National Park

o que fazer na Coreia do Sul

Teleférico do Parque Nacional Seoraksan

Esse é um dos parques mais bonitos da Coreia do Sul.  Diversas opções de trilhas te levam para diferentes destinos, desde uma cachoeira a templos budistas construídos durante a Era Silla.

Nós visitamos o parque em novembro, durante o outono, e recomendamos muito essa época do ano por conta do colorido das folhas das árvores. Um efeito espetacular! No nosso Instagram postamos várias fotos da natureza coreana ❤

O Parque Nacional de Seoraksan também tem com um teleférico que te leva ao topo de uma das montanhas, de onde se tem uma vista incrível.

7 – Conhecer a Ilha de Jeju

O que fazer na Coreia do Sul

Cachoeira na Ilha de Jeju – Foto: Pixabay

A Ilha de Jeju é um lugar bastante selvagem e tão paradisíaca que parece ter saído do sudeste asiático. Ela conta com lagos, cachoeiras e montanhas e é o principal destino dos casais coreanos em lua-de-mel.

Infelizmente não tivemos a oportunidade de conhecer a ilha, pois o acesso é caro (apenas barco ou avião chegam lá) e não achamos que valeria a pena o investimento em pleno outono. De qualquer maneira, escutamos muitos elogios a Jeju e fica aqui a dica.

*Confira os melhores hotéis da Ilha de Jeju para se hospedar durante suas férias.

Espero que goste das nossas dicas de o que fazer na Coreia do Sul. Se você conhece algum lugar que não mencionamos e que acha que vale a pena, escreva para a gente nos comentários que teremos o maior prazer em incluir por aqui.