A fantástica Ilha do Ferro no Alagoas: cultura e artesanato às margens do São Francisco

Igreja central da Ilha do Ferro no pôr do sol
Pôr do sol na Ilha do Ferro
Last updated:

Um povoado de pouco mais de 500 habitantes localizado no sertão alagoano, cercado de um lado pelo rio São Francisco e do outro por uma densa caatinga. Reduto de charme, cultura e arte popular, a Ilha do Ferro encanta com suas casinhas de fachada colorida, seus moradores de personalidade fortíssima e um acolhimento excepcional.

A Ilha do Ferro é conhecida principalmente por seu artesanato, mas tem muito mais a oferecer. Este é, na nossa opinião, um dos lugares mais autênticos do Brasil e neste texto a gente te explica por que você não pode deixar de conhecê-lo, além de dar várias dicas de o que fazer e visitar na Ilha do Ferro.

Uma das casas de fachada típica no centro da cidade
Uma das fachadas da ilha

ÍNDICE: Neste texto, você vai ler…

Como conhecemos a Ilha do Ferro;
Onde fica a Ilha do Ferro no Alagoas (mapa);
Como chegar;
A história do artesanato na Ilha do Ferro;
O que fazer na Ilha do Ferro;
Onde comer na Ilha do Ferro;
Onde se hospedar na Ilha do Ferro;
Quanto tempo ficar na Ilha do Ferro;
Roteiro sugerido para 2 semanas de viagem no Alagoas.


Nossa passagem e consequente morada na Ilha

Estivemos na Ilha do Ferro durante uma viagem de carro pelo rio São Francisco que durou cinco meses. Nós desconhecíamos o povoado e fomos parar ali por recomendação de pessoas que encontramos no caminho.

A ideia inicial era passar cinco dias na Ilha do Ferro, mas acabamos alugando uma casa e fixando moradia por um mês. O tempo foi suficiente para nos apaixonarmos ainda mais pela história, cultura e hospitalidade local!

(Na foto abaixo, nós dois logo após alugarmos nossa casa temporária na Ilha do Ferro!).

Como o povoado está bastante isolado, geograficamente falando, a cultura sofreu pouquíssima interferência externa e a vida por lá parece correr em um ritmo próprio que rapidamente conquista aqueles que por ali passam. Quando nos perguntam o que mais marcou na viagem pelo rio São Francisco, a Ilha do Ferro costuma ser uma das respostas mais imediatas. O lugar realmente ganhou nossos corações e fazemos questão de incentivar cada vez mais pessoas a conhecerem este destino nacional tão bonito e original.

Onde fica a Ilha do Ferro no Alagoas?

Mapa da Ilha do Ferro no Alagoas

Apesar do nome, a Ilha do Ferro não é uma ilha. O povoado fica às margens do Rio São Francisco, do lado do Alagoas (neste trecho, o São Francisco divide os Estados de Alagoas e Sergipe). A Ilha do Ferro faz parte do município de Pão de Açúcar e o nome “ilha” é uma provável referência à ilhota que fica em frente ao povoado.

Como chegar na Ilha do Ferro

Barqueiro Dão que faz a travessia entre Alagoas e Sergipe
O barqueiro Dão

A melhor forma de chegar à Ilha do Ferro é de carro por uma estrada de terra. O povoado está a 280 km de Maceió e a 190 km de Aracaju.

PARA QUEM ESTÁ VINDO DO SERGIPE: será preciso pegar a balsa no vilarejo de Niterói até a cidade de Pão de Açúcar (qualquer semelhança com o Estado mais ao sul é mera coincidência…).

JÁ PARA QUE VÊM PELO INTERIOR DO ALAGOAS: atenção, pois a estrada entre Entremontes (Município de Piranhas) e a Ilha do Ferro é muito ruim.

O mais conveniente para explorar esta região é de carro. Se você não estiver viajando com o seu próprio veículo, vale a pena alugar um. Faça uma cotação de aluguel de carro com os nossos parceiros da Rental Cars, uma ferramenta de busca que compara valores entre as principais locadoras do país e traz sempre as melhores ofertas.

Como começou o artesanato na Ilha do Ferro

Museu da Ilha
O Museu da Ilha

Apesar de desconhecida para muita gente, a Ilha do Ferro é bem famosa entre pessoas ligadas à arte, já que é considerada um importante polo de arte popular brasileira, principalmente quanto ao artesanato em madeira.

Ateliê Boca do Vento
Ateliê Boca do Vento, onde tudo começou

Tudo começou com o Seu Fernando, ilustre morador da ilha do ferro que já faleceu, mas que é lembrado e celebrado até hoje por lá. Seu Fernando trabalhava fazendo tamancos de madeira, ofício que aprendeu com o sogro. Um belo dia, um político de Pão de Açúcar veio pedir voto a ele e Seu Fernando explicou que só votaria no homem se trouxessem eletricidade para a Ilha do Ferro.

Dito e feito. Pouco depois, a eletricidade finalmente chegava à Ilha do Ferro. Acontece que para subir um dos postes de eletricidade, seria necessário arrancar uma árvore que ficava em frente a casa do tamanqueiro. Seu Fernando derrubou a árvore e aproveitou a madeira para construir alguns bancos bem originais para um pequeno bar que mantinha.

Atelier do Vavan

Anos depois, o renomado fotógrafo alagoano Celso Brandão estava em uma expedição pelo sertão em busca de artistas populares e, sem querer, entrou no bar de Seu Fernando. Ele ficou encantado com os móveis que o homem havia feito, fotografou tudo, comprou algumas peças e lançou seu Fernando e a Ilha do Ferro para o circuito nacional de arte popular.

artesã pintando uma escultura de madeira

Hoje em dia, a arte em madeira é uma da principais economias do povoado – se não a principal – e você encontra artistas talentosíssimos em praticamente todas as casas do vilarejo. Vale a pena perder horas entrando nas casas e ateliês dos artistas para conhecer seus trabalhos e histórias.

Artesanato em madeira sendo feito pelo Valmir

Entre os nossos artistas favoritos estão: o Valmir, o Vandinho, a Camile e o Neto, do Ateliê Boca do Vento; o Aberaldo; o Vavan; o Vieira; e o Dedé (mas têm muitos outros que você não pode deixar de conhecer!).

O Bordado Boa Noite

Doca Cira bordadeira do bordado boa noite
Dona Cira, talentosa bordadeira

Mas não só da arte em madeira vive a Ilha do Ferro. Como nos contou a bordadeira Rejania, filha de Seu Fernando: “o povo daqui é muito inteligente. Você pode dar qualquer coisa na mão deles que eles irão transformar em algo”. E é verdade. Na Ilha do Ferro você encontra poetas, sanfoneiros, costureiras, bordadeiras… quase todos ali sabem se manifestar de alguma forma artística e por isso o vilarejo pulsa arte.

O bordado Boa Noite da Ilha do Ferro, por exemplo, é classificado como Patrimônio Cultural Regional. Com inspiração nos bordados portugueses, o Boa Noite se desenvolveu de forma autêntica no povoado alagoano sendo específico à região (aliás, o nome “boa noite” é por conta de uma flor nativa).

Camile do Atelier Boca do Vendo fazendo artesanato de madeira

Para quem quiser saber mais sobre o trabalho das bordadeiras da Ilha do Ferro, recomendamos visitar a Associação das Bordadeiras, que fica em frente ao Rio São Francisco. Não deixe também de bater perna pelo vilarejo para conhecer o trabalho das mulheres que, principalmente no final da tarde, ficam na porta de suas casas bordando e estão sempre dispostas a bater papo com os visitantes.

O que fazer na Ilha do Ferro

– VISITAR O MUSEU DA ILHA;

Casa da bonequeira Dona Morena a esquerda e o Museu da Ilha a direita
Casa da bonequeira Dona Morena a esquerda e o Museu da Ilha a direita

– VISTAR O CENTRO CULTURAL A CABRA;

– ASSISTIR AO PÔR DO SOL EM FRENTE AO MUSEU;

Por do sol da Ilha
– TOMAR BANHO DE RIO EM FRENTE AO CAMPINHO DE FUTEBOL, COMO UM BOM LOCAL;

entardecer no rio são francisco no povoado da Ilha
– FAZER O PASSEIO DE BARCO PARA A “ILHA DOS ANJOS”: Durante o passeio, não deixe de pedir para o barqueiro parar em uma das “Croas” (bancos de areia em meio ao rio) que são ainda mais bonitas e gostosas de nadar do que a própria Ilha dos Anjos. Dois excelentes barqueiros para você orçar o passeio: Dedé (079 9 9962-3252) e Dão (079 9 9904 -4081).

passeio de barco pelo rio são francisco
– VISITAR MUITOS ATELIÊS DE ARTE: algumas de nossas sugestões são o Ateliê Boca do Vento; o Aberaldo; o Vavan; o Vieira; o Zé Crente e o Dedé;

– FAZER A TRILHA DA CACHOEIRA: Para quem for ficar na Ilha do Ferro por um tempo maior, vale a pena fazer a Trilha da Cachoeira (mesmo em época de seca, o local é bonito);

– VISITAR A GALERIA DE ARTE DOM;

– BATER PERNA PELO VILAREJO CONVERSANDO COM OS LOCAIS E SENTINDO A ATMOSFERA ÚNICA DA ILHA;

– TERMINAR A NOITE NO RECÉM-INAUGURADO BAR SALÃO ILHA DO FERRO. 

Crianças brincando nas ruas

– VISITAR O POVOADO MATA DA ONÇA para conhecer o trabalho do artista Clemilton e a Sociedade Canoa de Tolda, onde fica uma das últimas canoas de tolda do Baixo São Francisco.

Onde comer na Ilha

Não existem restaurantes na Ilha, mas é possível almoçar e jantar no Ateliê Boca do Vento e na Pousada da Vana (é preciso avisar com antecedência). Já de final de semana, a Thelma, dona do bar e mercadinho local, recebe o primo de Pão de Açúcar, que vende ali sanduíches bem gostosos. E a Galeria DOM, começou a servir crepes, mas infelizmente não tivemos a oportunidade de conhecer, então se você for até lá, volta aqui depois pra contar pra gente o que achou!

Atenção: Nenhum lugar aceita cartão de crédito na Ilha do Ferro e também não há caixa eletrônico, então leve dinheiro.

Pai e criança andando na rua com um na mão

Onde se hospedar – Pousadas na Ilha

Logo nos primeiros dias, quando chegar à Ilha do Ferro, nós ficamos hospedados na Pousada Redário Ilha do Ferro, lugar lindo, de frente para o Rio São Francisco. A pousada tem uma arquitetura mais moderna, mas traz várias obras de artistas locais. O café-da-manhã está incluso na diária e a Soraya, dona do local, disponibiliza uma lancha para fazer passeios na região (mediante contratação, claro).

Para quem prefere uma estadia ainda mais autêntica, uma opção é ficar hospedado em uma das casinhas de fachada tradicional no centro do povoado. Conhecemos duas casas lindas que recomendamos: a Casa Abílio, do André e a Casa da Maria Amélia. Recentemente, o povoado também ganhou o seu primeiro hostel, o Tubarana.

Quanto tempo ficar e sugestão de roteiro de viagem pelo Alagoas

Casa para alugar na ilha do Ferro
Casa de Maria Amélia

Dois dias são suficientes para você visitar os principais pontos do povoado, então esta é uma ótima viagem para se fazer em um final de semana. Por outro lado, o mais interessante da Ilha do Ferro é a sua atmosfera pacata e a cultura local, sendo assim, quanto mais tempo você puder reservar para sentir a experiência, melhor.

Para quem está pensando em emendar a visita a Ilha a outros destinos alagoanos, recomendamos demais incluir Piranhas, Penedo, foz do São Francisco e algumas praias do litoral norte no roteiro.

Pôr do sol no rio São Francisco

Roteiro sugerido – duas semanas de viagem pelo Alagoas

  • Chegada ao aeroporto de Maceió (alugue um carro com a Rental Cars e vá direto para o litoral norte);
  • Região de Maragogi (3 noites – sugestão de hospedagem: Pousada Paraíso dos Coqueirais);
  • Região de São Miguel dos Milagres (3 noites);
  • Maceió (1 noite – Sugestão de hospedagem: Hotel Porto Kaeté);
  • Povoado de Piaçabuçu para visitar a Foz do São Francisco (2 noites);
  • Penedo: (1 noite – Sugestão de hospedagem: Hotel São Francisco);
  • Ilha do Ferro (2 noites);
  • Piranhas (3 noites – Sugestão de hospedagem: Pedra do Sino Hotel);
  • De Piranhas, dirija de volta ao aeroporto de Maceió, devolva o carro e volte pra casa com lembranças fantásticas da viagem.

* Artigo originalmente escrito em 23 de Agosto de 2021 e atualizado em 2023