Este post também está disponível em: enEnglish

Koh Lanta é uma ilha charmosa pouco explorada no sul da Tailândia com atmosfera relaxante e algumas das praias mais lindas do país! No passado, Koh Lanta era reduto de mochileiros, mas hoje atrai turistas de todos os tipos, principalmente os suecos, que muitas vezes acabam se mudando para lá com toda a família.

Nesse guia de viagem de Koh Lanta, você irá encontrar:

Uma das praias de Koh Lanta com uma rede de volei

Um resumão de Koh Lanta e por que esta ilha é tão especial

Diferentemente do resto da Tailândia, a maioria da população em Koh Lanta é muçulmana descendente de pescadores malaios que se instalaram ali há mais de um século. Por isso, esqueça os noodles com carne de porco e se prepare para o soar das mesquitas cinco vezes ao dia. Mas não se preocupe com normas religiosas rígidas, pois a ilha é livre de fundamentalistas e a população local convive muito bem com os turistas, as festas e os bares.

Nós e o Huutye Boat com sua esposa

Com nossos amigos de Koh Lanta, Hutyee e Pai, sua esposa

Koh Lanta é especial porque mescla a hospitalidade muçulmana, com a gentileza tailandesa e a atmosfera paradisíaca de uma ilha do sudeste asiático. Lanta também tem uma cultura vibrante fruto de diversas nacionalidades que imigraram para lá, desde chineses a tribos de ciganos do mar.

Por ser pouco explorada turisticamente, é fácil encontrar cantinhos desconhecidos e praias praticamente desertas. No nosso caso foi amor à primeira vista: fomos para passar dois dias e acabamos nos mudando por um mês! Para os viajantes que gostam de lugares menos conhecidos, contato com a população local, comida deliciosa, preços justos e ambiente rústico, definitivamente Koh Lanta tem que estar no seu roteiro!

O sol se pondo no horizonte e duas pessoas fazendo stand-up paddle

Pôr-do-sol em Koh Lanta

O que fazer em Koh Lanta, na Tailândia

  • Passar o dia em Nui Bay: escondida e deserta, essa é a nossa praia preferida em Koh Lanta.
  • Fazer aulas de Muay Thai: já pensou em fazer aulas de boxe tailandês e treinar com lutadores que já fizeram história no país? Existem duas escolas na ilha. Nós tivemos aula no Lanta Gym e recomendamos muito.
  • Mergulhar: Koh Lanta oferece alguns dos melhores pontos de mergulho do país, sem a super lotação de outras ilhas.
  • Visitar a Tiger Cave: uma caverna pequena que se fundiu às árvores. O trekking de uma hora também te leva a uma cachoeira que na temporada de seca quase não tem água.
  • Conhecer o Koh Lanta National Park: sinceramente não visitamos o parque nacional pois achamos que não valia a pena, já que ouvimos dizer que as praias não têm nada demais. Mas fica aqui a sugestão por ser um dos pontos turísticos da ilha. Entrada: 200 Baht (R$20).
  • Visitar a Lanta Old Town: a região onde tudo começou. A parte mais antiga da cidade, mas que hoje em dia está um pouco abandonada. Mesmo assim vale a pena visitar a Lanta Old Town, conhecer seus moradores e comer em um dos restaurantes deliciosos que têm por ali.

Fernanda e Tiago vendo o sol se pondo no horizonte em Koh Lanta

  • Turistar por Ban Saladan: essa é a área mais turística e comercial da ilha. Mercadinhos, restaurantes, agências de viagem, lojas de souvenir e o pier principal.
  • Snorkeling tours: Koh Lanta tem fácil acesso às paradisíacas Koh Rok, Koh Mok e Four Islands. Um passeio para conhecer as ilhas e fazer snorkeling sai por uns 700 Baht (R$70) e recomendamos bastante. Aqui neste link você encontra mais informações sobre o passeio de lancha para Koh Rok. Se estiver interessado no tour para as maravilhosas Four Islands, acesse este link. Abaixo você também encontra opções de day trips bem legais para se fazer a partir de Koh Lanta:

  • KoHub: essa dica não é muito comum, mas para quem, como nós, se apaixonar pelo lugar e quiser estender a estadia, saiba que há um espaço de co-working para nômades digitais.
  • Seja voluntário na Lanta Animal Welfare: a ONG cuida de gatos e cachorros abandonados. Você pode ajudar levando alguns dos animais para passear por uma hora.
O que NÃO fazer em Koh Lanta: Trekking com elefantes! Vamos combinar que essa é uma das práticas mais cruéis fomentadas por turistas no sudeste asiático. Por isso, fique longe dos passeios envolvendo os grandalhões. Leia esse post para mais informações sobre a crueldade por trás dos trekkings com elefantes na Tailândia.
Elefante acorrentado na Ilha de Koh Lanta

Elefante acorrentado na Ilha de Koh Lanta

Onde se hospedar em Koh Lanta

Koh Lanta tem hotéis e bangalôs com preços muito acessíveis (R$40 para um bangalô simples de frente para a praia com ventilador) e também hotéis luxuosos em vilas privadas. Basta escolher o que cabe no seu orçamento.

Veja abaixo quais são as melhores praias para se hospedar em Koh Lanta:

Fernanda, Tiago e Cris na praia de Koh Lanta

Aproveitando Klong Nin com uma amiga

– Klong Nin: uma das melhores praias da ilha. Areia branca e água cristalina. A área tem boas opções de acomodação e bares. Veja aqui os melhores bangalôs para se hospedar em Klong Nim.

– Long Beach: essa é uma das praias mais populares de Koh Lanta pois tem boa infraestrutura, com ótimas opções de hospedagens, bares e restaurantes. Long Beach ainda é boa para o mergulho, pois possui poucas rochas no mar. Veja onde se hospedar em Long Beach.

– Klong Khong: atmosfera descontraída e os melhores bares de Koh Lanta. O mar por outro lado não é muito bom para nadar, pois está cheio de rochas. É daqui também que você poderá apreciar um dos pores-do-sol mais lindos de toda a ilha. Encontre hotéis e bangalôs em Klong Khong aqui.

– Kaw Kwang: praia tranquila, com bares e piscinas gostosas. Boa área para fazer snorkeling.

mesas e colchonetes na areia em Koh Lanta, Tailândia

Klong Khong – bons bares e restaurantes, mas a praia é ruim para nadar

Nós ficamos em um bungalow chamado Hutyee Boat, de uma família muito querida que acolhe todos os hóspedes como se fossem parte da família. Fica praticamente de frente para a praia de Long Beach e eles disponibilizam a cozinha e uma área de churrasco. Você pode verificar a disponibilidade do hotel aqui, ou então pelo telefone: +66 83 633 9723.

Como chegar em Koh Lanta

Koh Lanta é na verdade um arquipélago de três ilhas sem aeroporto própio. As duas primeiras ilhas (tente imaginar três ilhotas verticalmente paralelas no mapa) são bem selvagens e têm pouca infraestrutura, sendo assim, o seu intuito é chegar na terceira.

As duas maiores cidades com aeroporto próximas a Koh Lanta são Krabi e Phuket. Para procurar voos internos na Tailândia, você pode utilizar os site da AirAsia e da Nok Air, duas cias low-cost que operam no país. A partir delas, você pode pegar um ônibus ou barco até Koh Lanta. Abaixo te explicamos como.

O pier de Koh Lanta, na Tailândia

O pier de Koh Lanta

De Krabi a Koh Lanta

– Pela estrada – você têm três opções: pegar a van pública; contratar uma mini-van ou carro para te pegar em seu aeroporto/hotel e te levar diretamente à Koh Lanta (são várias as empresas que fazem o serviço, como esta aqui); ou então ir de carona – como nós fizemos. Para chegar em Koh Lanta é preciso atravessar duas pontes e uma balsa, então se prepare para o congestionamento durante a alta temporada. A mini-van cabe até 6 pessoas e tem preço fixo, independente do número de passageiros. Caso opte por essa opção ou então o carro particular, vale lembrar que provavelmente precisará pagar um valor extra pela balsa (coisa de U$ 2).

Se você quiser se aventurar, ir de carona com certeza é a forma mais divertida e barata. Os tailandeses são extremamente solícitos e viajar de carona pelo país é muito fácil. No sul da Tailândia, a tarefa fica ainda mais simples pois muitas pessoas possuem caminhonetes, e você só precisa pular na parte de trás e aproveitar a viagem. Outra vantagem é que estando a pé, você pode cortar a fila da balsa e ainda não paga a passagem, que é gratuita para pedestres.

– Pelo mar – o barco é com certeza a opção mais rápida para chegar de Krabi a Koh Lanta. O problema é que de maio a outubro, por conta do mar agitado, muitas das travessias são canceladas.

De Pukhet a Koh Lanta

– Pela estrada: é possível ir de Phuket para Koh Lanta pela estrada, mas como estamos falando de duas ilhas, a viagem é um pouco demorada (5/6 horas). A partir de Phuket, você tem as mesmas opções do que Krabi, ou seja, contratar uma van ou carro particular, pegar o transporte público ou ir de carona.

– Pelo mar: três barcos fazem esse trajeto: o standard ferry, o speedboat ou o high speed boat. O barco público (standard) é o mais barato e demorado, além de incluir uma parada em Koh Phi Phi. Uma opção para deixar a viagem de 5h menos exaustiva é se planejar para passar duas noite em Koh Phi Phi e depois seguir viagem para Koh Lanta. Já o speedboat e o high speed boat fazem o trajeto para Koh Lanta direto e a viagem demora mais ou menos duas horas (esta companhia faz o trajeto e inclui gratuitamente o transfer para o seu hotel). Mais uma vez, durante algumas épocas do ano, o mar fica muito agitado e não é possível fazer a travessia pelo mar.

*Nesse site você pode conferir e reservar passagens de barco, ônibus e avião (somente em inglês).

E como se locomover em Koh Lanta?

Tiago e Fernanda na moto na Tailândia

Há duas maneiras de se locomover na ilha: de táxi ou moto. As corridas de táxi têm preço estipulado para cada trajeto e costumam variar entre 50 Baht (R$5) a 200 Baht (R$20). Alugar uma moto é mais conveniente já que te dá liberdade para alcançar lugares escondidos. A diária custa entre 150 a 200 Baht (R$15 a R$20). O litro da gasolina sai por 45 Baht (R$4,50).

Mas cuidado, há diversos casos de fraude quando o assunto é aluguel de moto, como já explicamos no post “Alugando uma moto no sudeste asiático: 7 dicas que podem salvar sua viagem.”

*Texto originalmente publicado em abril de 2016 e atualizado em janeiro de 2019.