Este post também está disponível em: enEnglish

Ahá! Aposto que essa é a pergunta que você sempre quis nos fazer mas nunca teve coragem. Rs. Relaxa, você não é o único. Sempre que conhecemos alguém e contamos que estamos há mais de três anos dando uma volta ao mundo, nos perguntam a mesma coisa: mas afinal de onde vem o dinheiro para viajar o mundo?

É natural, nós mesmos quando encontramos outros viajantes de longa data, temos a mesma curiosidade. “Mas como eles se mantêm na estrada? De onde vem o dinheiro para viajar o mundo? Eles são ricos? A família sustenta? Eles trabalham? Existe uma fórmula secreta?”.

Resolvemos abrir o jogo aqui então para tirar dúvidas e também ajudar aqueles que têm o mesmo sonho.

dinheiro para viajar o mundo

Geórgia – Batumi

Primeiramente gostaríamos de dizer que somos completamente conscientes do quão privilegiados somos. Não queremos enganar ninguém: largar tudo para viajar o mundo não é tão simples assim e, infelizmente, não está ao alcance de todos.

Sabemos que somos privilegiados por milhares de motivos: por termos estudado em bons colégios que nos proporcionaram melhores oportunidades de emprego; por sermos classe média em um país tão desigual como o Brasil; por termos famílias que nos apóiam (não financeiramente, mas moralmente); de podermos morar no exterior; por termos dupla cidadania (brasileira e italiana); por falarmos outras línguas… enfim, são muitos os privilégios e somos conscientes da nossa situação e tristes porque nem todos têm a mesma oportunidade.

Não esqueça de seguir nossa página no Facebook, Instagram e Youtube para mais histórias pelo mundo 🙂

dinheiro para viajar o mundo

Tailândia – Hua Hin

Mas vamos lá, voltando ao assunto: Afinal de onde vem nosso dinheiro para viajar o mundo por tanto tempo

Nós trabalhamos muito, muito mesmo.

Como alguns de vocês sabem, nós morávamos em Londres. Foi lá que nos conhecemos, casamos e começamos a construir uma vida juntos. O Ti se formou na faculdade por lá e começou a trabalhar com vendas em uma multinacional da área marítima. A Fê é jornalista e já trabalhava com assessoria de imprensa em São Paulo. Quando ela se mudou para Londres, teve a indicação de um cliente mais do que especial para trabalhar em uma das melhores assessorias de gastronomia da Inglaterra.

Tínhamos bons salários. Não era “nooossa, meu Deeeus do céu, que salário incrível”, mas eram salários que nos davam a chance de ter uma vida confortável em Londres e ainda viajar nas férias. O salário na Inglaterra é muito melhor do que o do Brasil, não há dúvidas, e a Libra ainda é uma das moedas mais fortes do mundo (aí de novo a questão do privilégio).

dinheiro para viajar o mundo

Foto de Luísa Dalé

Já estávamos no nosso segundo ano de casados e ainda não tínhamos cogitado dar a volta ao mundo, por isso nunca tínhamos mais do que algumas libras na conta. Preciso confessar aqui que nunca fomos o tipo de pessoa que guarda dinheiro. Até então, vivíamos com o que tínhamos e tava dando tudo certo. Então, pra que mudar, né?

Mas a ideia apareceu e o que era apenas um sonho começou a tomar corpo e foi aí que decidimos que, para conseguir viajar o mundo por dois anos, precisaríamos juntar dinheiro.

Economizando para viajar o mundo

Começamos a economizar em janeiro de 2014. Nesse momento já sabíamos que começaríamos a viagem em dezembro do mesmo ano. Ou seja, nos restava 12 meses para juntarmos 2 mil libras por mês (foi esse o cálculo que fizemos: com 24 mil libras, conseguiríamos viajar por 2 anos).

* Ah, talvez interesse a você ler as nossas 12 dicas pra economizar na próxima viagem.

dinheiro para viajar o mundo

Geórgia – Ushguli

E foi isso que fizemos. Primeiro mudamos de casa e fomos morar em uma casa compartilhada onde pagaríamos menos de aluguel. Cortamos tudo o quer era supérfluo:

  • Paramos de pegar ônibus e pedalávamos para tudo: trabalho, casa de amigos, bar, balada, onde fosse, íamos com a nossa bicicleta. rs.
  • Nada de comprar roupas, acessórios ou gastar com besteiras. Nunca fomos muito consumistas, mas não poder comprar nadinha de nada por um ano foi um pouco difícil.
  • Paramos de comprar produtos mais caros no supermercado e priorizamos as promoções. rs.
  • Cortamos os restaurantes, coisa que adorávamos.
  • Paramos de viajar também – a não ser por uns poucos finais de semana que fomos viajar de carro pelo interior da Inglaterra.

O que não conseguimos cortar de jeito nenhum foi o barzinho com os amigos. Rs. Mas até aí né? Não faz sentido parar de viver por um ano para poder viver outros dois.

dinheiro para viajar o mundo

Tailândia – Koh Lanta

Tudo o que gastávamos era referente à viagem: seguro de viagem, mochilão, câmera e etc.

Além dos nossos trabalhos, também pegamos alguns freelas extras. A Fê como jornalista, escrevendo para uma revista no Brasil e o Ti com trabalho de tradução.

Foram dias de muito trabalho, mas aos poucos vimos a nossa poupança aumentar, e aumentar e foi lindo. Imagine para duas pessoas que nunca conseguiram economizar, de repente verem que os esforços estavam dando certo?!

Durante a viagem

Como já falamos em outros posts, optamos por viajar para lugares mais baratos e assim nosso dinheiro renderia mais.

dinheiro para viajar o mundo

Tailândia – Koh Lanta

E alguns de vocês devem saber que trabalhamos como voluntários por 7 meses, no Quênia e na Grécia, o que foi uma boa alternativa para economizar. Bom, vamos concordar que voluntariado é uma ótima alternativa e ponto final. Além do mais, tivemos a sorte de cruzar com pessoas fantásticas no nosso caminho, que nos deram muita carona e nos ofereceram suas casas para dormirmos.

Tudo isso foram pequenas economias que fizemos e que nos ajudaram a estar onde estamos.

Trabalho nas Olímpiadas

dinheiro para viajar o mundo

Brasil – Rio de Janeiro

Em julho de 2016, resolvemos voltar para o Brasil para trabalharmos nas Olímpiadas, em uma empresa que o Ti já tinha trabalhado durante as Olimpíadas de Londres. Foi um mês de muito trabalho, em que conseguimos assistir a quase todos os jogos e ainda recebemos um bom salário por isso. Sem contar que durante nossos meses no Rio, ficamos na casa de um amigo irmão e não pagamos aluguel (quem tem amigo tem tudo 😉 ).

O salário das Olimpíadas nos manteve até nos mudarmos para a Itália, em maio de 2017.

Atualmente

Agora estamos em um momento bem diferente daquele de quando iniciamos a volta ao mundo. É uma transição interessante, de viajantes à “nômades digitais”.

dinheiro para viajar o mundo

Geórgia – Monastério de Khor Virap

Descobrimos que a vida na estrada é o que queremos e, para idealizarmos esse sonho, sabemos que teremos um longo caminho pela frente.

Atualmente trabalhamos com o Monday Feelings, lançamos nossa produtora de conteúdo e temos outros milhares de planos e projetos que não vemos a hora de colocar em prática.

Com muito esforço e dedicação, estamos finalmente conseguindo pagar as contas e, aos poucos, tomamos coragem de nos chamar de “Nômades Digitais” 🙂

Como falamos, o momento é outro, agora passamos mais tempo trabalhando do que viajando, mas não dá para reclamar. Estamos fazendo o que mais gostamos, temos a oportunidade de viver aqui na Itália e ainda estamos conseguindo botar em prática vários projetos pessoais e profissionais.

O caminho é longo, mas estamos bastante animados 😉 

dinheiro para viajar o mundo

Rússia – Trans-Siberiana

Esperamos que esse post ajude a esclarecer suas dúvidas, mas se ainda tiver mais perguntas, é só entrar em contato com a gente pelo [email protected] .

Mas o mais importante, se você tem um sonho, não desista. Os esforços são sim recompensados. Se você não tem como juntar dinheiro no momento, vá com calma, as coisas acontecem na hora certa.

E não se preocupe em economizar tanto assim (veja como viajar o mundo de graça), o que mais vimos na viagem foi gente vivendo e viajando com muito menos recursos do que a gente, e sendo felizes.

*Texto originalmente escrito em maio de 2017 e atualizado em julho de 2018.