O planejamento inicial – Como organizar o itinerário

This post is also available in: English

Como organizar o itinerário. E foi assim que tudo começou…

Nós iniciamos nossa vida de mochileiros no começo de dezembro de 2014, um mês antes de viajarmos para o nosso primeiro destino. Saímos da casa que vivíamos em Londres em novembro, e uma semana depois começamos a dormir nos sofás de amigos para economizar o último mês de aluguel.

O lado bom é que nos serviu de experiência para a viagem de verdade – viver com uma mala ao invés de guarda-roupa e toda a logística envolvida nisso. A parte ruim é que tínhamos tanta coisa para levar que não sabíamos o que fazer com tantas malas… Após 8 anos de vida em Londres para o Tiago e 3 para a Fernanda, é de se imaginar o tanto de coisa que tínhamos juntado!

encostado na porta de casa com o cachorro olhando
Tiago e o Bartholomeu despedindo da casa de Londres

Onde iremos ir?

Enfim… a primeira parada é Roma. Viajamos para a Itália no dia 29 de dezembro de 2014, apenas para passar o Réveillon. Já no dia 2 de janeiro, vamos para o Egito por oito dias. Esses dois passeios são unicamente a turismo e a idéia é visitar as cidades do Nilo Superior. Nós ainda não reservamos nada – apenas o primeiro dia em um hostel no Cairo – e iremos decidir onde e como ir apenas quando chegarmos lá. Na realidade, sempre viajamos assim. Nós pesquisamos antecipadamente, mas nunca decidimos nada antes de chegarmos ao local e entendermos pelo menos um pouquinho da cultura local. Assim temos melhor embasamento para tomar qualquer decisão e os preços também saem mais em conta.

Depois disso, no dia 9 de janeiro, embarcamos para Nairobi, no Quênia, onde viveremos por três meses na cidade rural de Tala, trabalhando, aprendendo e dando suporte a uma ONG queniana/espanhola chamada Lisha Mtoto/Más Por Ellos. Como o visto de turista nos permite ficar por apenas três meses no país, não conseguiremos ficar mais tempo.

Depois do continent africano…

Logo em seguida vamos ao Irã e tentaremos ficar o máximo possível (2 ou 3 semanas é o que permite o país). Depois disso, vamos à Jordânia e nos encontraremos com uma amiga de Israel que conhecemos na Índia em 2010. Depois de viajarmos um pouco pela Jordânia, cruzamos a fronteira com Israel para visitarmos o Mar Morto, Jerusalém até finalmente chegarmos em TelAviv. O nosso objetivo principal é trabalharmos em um Kibutz por um mês, mas tudo dependerá do custo do visto de voluntariado.

De lá vamos a São Petersburgo, na Rússia, onde pegaremos a Transiberiana até a Mongólia, com direito a duas paradas em cidades da Sibéria. Na Mongólia trabalharemos como voluntários em uma fazenda por duas semanas e depois viajaremos um pouco pelo país. Em julho de 2015 deixaremos a Terra do Eterno Céu Azul sem itinerário definido, apenas com a vontade de explorar toda a Ásia.

Mapa mundi e vinho
Traçando nosso itinerário

E agora?

Queremos deixar os planos abertos para termos maior flexibilidade… Como falamos anteriormente, gostamos de chegar em um lugar, conversar com as pessoas e sentir o ambiente para então fazer nossos planos. Seria praticamente impossível criar um itinerário completo, considerando que não temos nenhuma idéia o que nos espera.

Bem, para terminar, o itinerário segue assim:

Itália, Egito, Quênia, Irã, Jordânia, Israel, Rússia, Mongólia…